sexta-feira, 5 de julho de 2019

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO INICIA MOSTRA VIVER CIÊNCIA EM TARAUACÁ


Iniciou nesta quita feira (4) e se estende até amanha sexta feira (5) em Tarauacá, a terceira edição do Viver Ciência Itinerante, maior evento científico da educação básica do Acre, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE). A Mostra, que acontece na Escola Djalma Batista, acolhe professores e estudantes de todos as instituições de ensino do município durante esse período. 



O ato solene de abertura foi realizado na manhã desta quinta feira no auditório da escola Djalma Batista com as presenças ilustres da Professora Raquele Nasserala, Chefe do Departamento de Inovação da SEE, que representou o Secretario Estadual de Educação, Prefeita Marielte Vitorino, Secretário Municipal de Educação Orlando Bezerra, Deise Abreu Catão Coordenadora do Núcleo Estadual de Educação em Tarauacá, Professora Leila Oliveira, representando a Universidade Federal do Acre, Professor Sérgio Flórido, Professor José Ivonaldo representando os gestores escolares e Major Manoel Jorge representando as forças de segurança.


Em sua fala a Coordenadora do Nucleo Estadual de Educação Deise Catão deu boas vindas a todos e falou do importante momento para a educação e para a sociedade tarauacaense e acreana. "Um momento de troca de experiência e compartilhamento dos trabalhos realizados nesses 3 meses de ano letivo. Todos nós só temos a ganhar com um evento dessa natureza. Agradeço à prefeitura pela ajuda e aos demais parceiros. Um agradecimento especial ao governador Gladson Cameli e ao Secretário Mauro Sérgio que estão preocupados e empenhados em melhorar cada vez mais nossa educação. Por fim agradeço aos gestores, servidores, professores e estudantes pelo brilhante trabalho que está sendo realizado em nosso município", destacou Deise. 


A prefeita Marilete disse que a parceria prefeitura e estado resulta em bons frutos. "A união de forças é fundamental e os resultados aparecem. A violência é falta de educação", afirmou.


Para Raquele Nasserala, Chefe do Departamento de Inovação da SEE o Viver Ciência não é apenas uma feira e sim uma POLÍTICA DE ESTADO. "Ano passado o viver ciência movimentou 12 mil pessoas em Tarauacá, 20 mil em Cruzeiro do Sul e 30 mil em Rio Branco. Portanto foram mais de 70 mil pessoas no evento que expoõe os trabalho que estão sendo realizados no interior de nossas escolas. Em 2019 alem de mantermos esse trabalho nosso governo está estendendo a feira para outros municípios o que seignifica compromisso com a educação", relatou. 



O evento foi abrilhantado em sua abertura pelo coral composto de estudantes do ensino médio da Escola João Ribeiro que fizeram uma bela interpretação do Hino de Tarauacá. 



Em 2019 a mostra tem como tema “Bioeconomia: desenvolvimento e riqueza para a Amazônia” e engloba as principais atividades do maior evento de ciência e tecnologia do estado, a Mostra Acreana de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação – Viver Ciência.

  














  


  














assessoria Nucleo de Educação

sábado, 29 de junho de 2019

MOSTRA VIVER CIÊNCIA ACONTECE NESTA SEMANA (QUINTA E SEXTA FEIRA) EM TARAUACÁ


Mais uma edição do Viver Ciência Itinerante, será realizada em Tarauacá e vai acolher estudantes de todo município durante os dias 4 e 5 de julho (quinta e sexta feira), nos espaços da Escola Estadual Djalma da Cunha Batista. O maior evento científico da educação básica do Acre é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE) este ano tem como tema “Bioeconomia: desenvolvimento e riqueza para a Amazônia”. 

A mostra engloba as principais atividades do maior evento de ciência e tecnologia do estado, a Mostra Acreana de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação – Viver Ciência.

terça-feira, 25 de junho de 2019

Governo lança 5º edição da Mostra Viver Ciência

Com a presença de representantes dos mais diversos parceiros, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), lançou na tarde desta segunda-feira, 24, a 5ª edição da Mostra Viver Ciência, que este ano tem como tema “Biodiversidade: desenvolvimento e riqueza para a Amazônia”. A solenidade aconteceu no auditório da própria secretaria.

Este ano, a Viver Ciência, em Rio Branco, acontecerá entre os dias 22 e 24 de outubro no campus da Universidade Federal do Acre (Ufac). Em Cruzeiro do Sul, a 4ª edição da mostra ocorrerá nos dias 21 e 22 de novembro que, este ano, não será no campus do Instituto Federal do Acre (Ifac) devido a um sinistro ocorrido no mês de maio.

Lançamento da Mostra Viver Ciência contou com a participação dos parceiros. Foto: Mardilson Gomes
A novidade desta edição é que a mostra, em versão reduzida, chamada de Viver Ciência Itinerante, acontecerá pela primeira vez em diversos municípios, entre eles Assis Brasil, Feijó, Mâncio Lima, Rodrigues e Acrelândia. Antes, as edições eram realizadas, além de Rio Branco e Cruzeiro do Sul, apenas em Tarauacá, Sena Madureira e Brasileia.

Na solenidade, o secretário Mauro Sérgio Cruz (SEE), fez questão de falar sobre a importância do evento, pois “envolve todas as escolas da rede”, desde o ensino fundamental I até o ensino médio. “É um momento em que os alunos colocam os seus conhecimentos em prática”, disse.

“Teremos a oportunidade de mostrar avanços no campo do desenvolvimento que possa preservar o meio ambiente, preservar as populações indígenas, procurando alternativas e os nossos jovens são muito criativos, basta dar uma ideia que eles a colocam para a frente”, afirmou o secretário.

Secretário Mauro Sérgio Cruz destacou a importância da mostra para o conhecimento dos alunos. Foto: Mardilson Gomes
Todos os parceiros do governo do Estado na realização da Mostra Viver Ciência são importantes e a professora Rosana Cavalcante, reitora do Ifac, lembrou que o instituto participa desde a primeira edição. “A gente não poderia deixar de estar presente, ajudando a popularizar a ciência porque a mostra é, para nós, um evento muito importante”, destacou.

Para a professora Rachele Nasserala, chefe do Departamento de Inovação da SEE, o Viver Ciência é um evento tão importante quanto a Expoacre “porque somente em Rio Branco, somente no ano passado, mobilizou mais de 30 mil pessoas”.

“E agora estamos expandindo para outros municípios que não têm condições de participar das atividades aqui na capital, pois é um evento que incentiva o conhecimento, envolvendo todas as suas áreas, desde o conhecimento científico até o conhecimento popular”, frisou.

fonte: Agência/Acre

Governo publica normativas para o recadastramento presencial

O governo do Estado publicou na edição do Diário Oficial desta segunda-feira, 24, o decreto que determina a realização de recadastramento presencial dos servidores e empregados públicos em atividade pertencentes à administração pública estadual direta e indireta do Poder Executivo.

A medida irá possibilitar a atualização dos dados cadastrais e funcionais dos servidores. As informações serão lançadas na folha de pagamento e no sistema estadual de gestão de pessoas. Posteriormente servirão de base para a implantação do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). O Acre deve aderir ao eSocial até o início do próximo ano.

Secretária Maria Alice destacou a importância do recadastramento Foto: Odair Leal/Secom
A necessidade de comparecer ao Departamento de Recursos Humanos do órgão em que está lotado se estende a todos os servidores, incluindo todos os cargos de provimento efetivo, comissionado e temporário, civis e militares e agentes políticos. No caso dos servidores cedidos, afastados ou licenciados, o recadastramento deve ser feito em seus respectivos órgãos de origem.

O recadastramento será em duas fases obrigatórias e sequenciais realizadas pela internet e de forma presencial. A primeira fase realizada pela internet consistirá no preenchimento pelo servidor de formulário online, este procedimento irá gerar um comprovante que deverá ser validado presencialmente.

O servidor terá dois dias úteis para dar início à segunda fase do recadastramento, comparecendo presencialmente ao setor responsável. O decreto prevê ainda a possibilidade do servidor ter o pagamento dos seus vencimentos suspenso, caso deixe de fazer o recadastramento e não apresente justificativa.

A realização do recadastramento presencial ocorrerá de acordo com o cronograma divulgado no Diário Oficial. Os servidores nascidos em janeiro, fevereiro e março devem fazer o recadastramento entre os dias 1° e 31 de agosto. Os que fazem aniversário em abril, março e junho farão entre os dias 1° e 30 de setembro. Os nascidos em julho, agosto e setembro terão o mês de outubro e, por fim, os servidores com data de nascimento entre outubro e dezembro, devem fazer o recadastramento de 1° a 30 de novembro.

O recadastramento será coordenado pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Considerando a importância do tema e necessidade de todos os gestores estarem cientes e alinhados em relação ao recadastramento presencial, a secretária de Planejamento de Gestão, Maria Alice de Araújo, reuniu a equipe de governo para apresentar o cronograma.

Segundo a secretária, este é um momento importante para a gestão pública já que a medida representa a oportunidade de atualizar os dados dos servidores. “A unificação do sistema tem o objetivo de padronizar informações e reduzir a burocracia reunindo o maior número de informações referentes aos trabalhadores em um só banco de dados. Não podemos apresentar inconsistências. O recadastramento presencial vai garantir a veracidade, a credibilidade e a correição dos dados dos servidores”.



Agência de Notícias do Acre

Servidores do Estado devem fazer atualização de cadastro presencial a partir de agosto

O secretário da Casa Civil, José Ribamar Trindade, e as secretárias de Planejamento e Gestão, Maria Alice Araújo, e de Fazenda Semírames Dias, reuniram toda a equipe de governo na tarde desta quinta-feira, 13, para apresentar o cronograma de atualização cadastral.

Maria Alice apresentou aos gestores o detalhamento do processo de atualização que os servidores efetivos, temporários, afastados, cedidos, cargos comissionados, agentes públicos, empregados públicos civis e militares devem realizar de forma presencial.

O cronograma de atualização cadastral presencial terá início no dia 1º de agosto, com previsão de encerramento em novembro. Todos devem acessar a plataforma de atualização cadastral on-line (www.acre.gov.br) e em seguida comparecer ao setor de Recursos Humanos de seus respectivos órgãos para entregar documentos necessários.

Detalhamento foi apresentado pela secretária Maria Alice (Foto: Odair Leal/Secom)
A exigência é para atender as normas do decreto nº 8373/2014, que instituiu o Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial), por meio do qual os empregadores públicos e privados deverão comunicar ao governo Federal 15 obrigações relativas à vida funcional do servidor. O eSocial é ação conjunta da Secretaria da Receita Federal, Caixa Econômica Federal, INSS e Ministério do Trabalho.

“Hoje os dados cadastrais são precários, sempre foram realizados online e esses dados não têm consistência o que irá acarretar na rejeição dos dados no sistema do esocial. O recadastramento presencial vai garantir a veracidade, a credibilidade e a correição dos dados dos servidores e também vai servir para conhecermos os servidores, lotá-los de forma correta, criando uma gestão mais eficiente”, destacou a secretária Maria Alice.

A unificação do sistema tem o objetivo de padronizar, simplificar as informações e reduzir a burocracia reunindo o maior número de informações referentes aos trabalhadores em um só banco de dados como contribuições, acidentes de trabalho, folha de pagamento, Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), e Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (DIRF), por exemplo. No Acre, o eSocial passará a valer em janeiro de 2020.

“A partir desta data teremos que passar os dados dos servidores por meio do eSocial. Esses dados não podem ter inconsistência, por isso vamos fazer esse trabalho conjunto entre governo e servidores para atualizá-los. Mesmo os servidores que já realizaram a atualização cadastral em 2019, precisam efetuar novamente, de acordo com o cronograma que foi estabelecido”, explica a presidente da Comissão de Atualização Cadastral, Geórgia Tavares.

Os servidores de órgãos sem representação nos municípios poderão atualizar o cadastro de forma presencial nos Núcleos de Apoio da Educação e da Saúde, órgãos parceiros na atualização.

O cadastro anual de servidores do Estado é atualizado virtualmente desde 2015 no Acre pela plataforma de serviços da Secretaria de Gestão Administrativa (SGA), que pode ser acessada pelo endereço http://www.servicos.sga.ac.gov.br/servicos/index.php/apresentacao. Mesmo quem já atualizou ou confirmou o cadastro este ano deve atender ao chamamento da Secretaria de Planejamento e Gestão para a atualização presencial.

A reunião realizada hoje faz parte do processo de sensibilização. Os próximos passos serão a publicação de decreto, normatizando o processo, e o treinamentos das pessoas que trabalham no setor de Recursos Humanos dos órgãos.

O trabalho de divulgação para que os servidores tenham acesso às informações será desenvolvido pela Secretaria de Comunicação. A campanha será feita nas redes sociais, rádios e com vídeos institucionais.

FONTE: Agência de Notícias do Acre

quarta-feira, 19 de junho de 2019

Projeto capacita professores da Escola Jovem Boa União

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes (SEE), por meio da Diretoria de Planejamento, iniciou na Escola Jovem Boa União (Integral) o projeto Escola Segura, que é coordenado pelo sargento Maurelando Leão, e que nesta terça-feira, 18, realizou a capacitação de professores.

Trata-se da primeira fase do Projeto que nada mais é do que um alinhamento sobre segurança pública escolar, onde os professores aprendem a diferenciar, entre outras coisas, o que é um ato de indisciplina e o que é um ato infracional, além de conhecer os mais diversos tipos de drogas.

Em um segundo momento, o projeto será desenvolvido com os alunos por meio de rodas de conversas, onde serão abordadas questões ligadas a segurança pública e também o combate ao uso de drogas e, a partir daí, preparar diversos materiais como peças de teatro, canto, dança, poesias. No final, tudo isso será apresentado à comunidade em uma grande atividade no Teatro Plácido de Castro, o Teatrão.

O coordenador explica que além da Escola Boa União, outras escolas de Rio Branco também receberão o projeto, que foi idealizado pelo secretário de Mauro Sérgio Cruz (SEE), que ao assumir sentiu a necessidade de fazer algo frente ao abandono em que se encontravam as escolas.

O Projeto Escola Segura possui quatro eixos. O primeiro é a melhoria da sensação de segurança. O segundo é a segurança patrimonial. O terceiro eixo é o desenvolvido de ações, como as que estão acontecendo na Boa União e o quarto eixo é a criação do Centro de Tecnologia e Informação de Segurança Escolar.


Para o diretor de Planejamento da SEE, professor Márcio Mourão, que fez questão de participar da abertura das atividades na Boa União, ressaltou a necessidade de se estar trabalhando projetos dessa natureza. “São projetos voltados para a segurança de nossos alunos e eles começam nas escolas, sendo fundamental também o apoio da família”, destacou.

Dentro da Boa União, o projeto vem sendo incentivado pela coordenadora de ensino, professora Cláudia Valente, que destaca haver um sentimento de segurança desde que a escola passou a ter segurança armada. “E a polícia também está dentro da escola, o que melhora muito o nosso trabalho e os professores também sentem-se muito mais seguros”, faz questão de dizer. (SEE

Começam as aulas na Escola de Música do Acre

A oportunidade de estudar música inicia nesta segunda, 17, para mais de 160 estudantes da Escola de Música do Acre. A aula inaugural ocorreu na noite da última sexta, 14, e contou com diversas apresentações musicais.



A programação contou com uma apresentação dos professores de música da escola (Foto: Dayana Soares)

Entre os novos alunos estava o operador de máquinas pesadas, Welton Júnior, que pela primeira vez terá a chance de aprender a tocar um instrumento musical.

“Eu decidi fazer aula de contrabaixo para tocar na igreja. Eu tenho um pouco de noção com o violão, mas nunca tive aula, nem contrabaixo, nem de violão. Estou com grandes expectativas para as aulas”.

Comunidade compareceu à aula inaugural Foto: Dayana Soares

De acordo com o diretor da instituição, Albanir Lebre, a escola conta com cursos de Musicalização Infantil para crianças de 7 a 11 anos, Contrabaixo, Violão, Violino, Guitarra, Contrabaixo e Percussão. “Inicialmente nós estamos com esses cursos, mas a intensão é aumentar o nosso público”, explica o diretor.

Segundo o secretário de Educação, Cultura e Esportes, Mauro Sérgio Cruz, para o próximo ano, o modelo da escola de música está sendo repensado para que ela possa acolher mais alunos.

Segundo secretário de Educação, o modelo da escola está sendo repensado Foto: Dayana Soares

“Essa escola de música é uma preciosidade para a comunidade porque a partir dela, jovens se formarão no campo musical e a gente sabe o quanto a música e a arte são importantes para a formação da nossa juventude, sobretudo dos jovens que frequentam as nossas escolas públicas”, frisou secretário.

SEE