sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Resultados do Encceja 2018 já estão disponíveis na Página do Participante


Os resultados individuais do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), referentes ao Ensino Médio, já podem ser acessados pela Página do Participante. As notas foram disponibilizadas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na tarde desta segunda-feira, 12 de novembro, e podem ser acessadas após o participante informar CPF e senha.

O Encceja Nacional Regular teve 1.695.607 inscritos e foi aplicado no dia 5 de agosto. Dos inscritos para o Ensino Médio, 578.865 fizeram as provas e 36% obtiveram a certificação completa nas quatro áreas de conhecimento. O número de participantes certificados é provavelmente superior porque o Encceja também permite a certificação do participante que obtém a declaração parcial de proficiência nas quatro áreas, em edições distintas do Encceja, ou que já tinham a declaração por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), responsável pela certificação até 2016.

No Encceja 2018, dos participantes que tentaram a certificação do Ensino Médio, 91% obteve a nota mínima em Ciências da Natureza e suas Tecnologias; 81,1 % em Ciências Humanas e suas Tecnologias; 67,3% em Linguagens e Códigos e suas Tecnologias e Redação; e 59,6 % em Matemática e suas Tecnologias.

Quem obteve a nota mínima exigida em todas as quatro áreas de conhecimento e na redação deve se dirigir às Secretarias Estaduais de Educação e dos Institutos Federais de Educação Ciência e Tecnologia, que escolheram durante a inscrição, para solicitar a certificação. Aqueles que obtiveram a nota mínima apenas em algumas áreas de conhecimento também devem procurar as secretarias para solicitar a declaração parcial de proficiência. Com essa declaração, eles ficam liberados de fazer as provas da mesma área de conhecimento em futuras edições do Encceja. Ou, em caso de completarem as quatro áreas, podem solicitar o certificado.

Os resultados do Ensino Fundamental serão liberados a partir de 10 de dezembro. As notas das outras três aplicações – Encceja Nacional PPL, Encceja Exterior e Encceja Exterior PPL –, bem como de quem participou da reaplicação, serão divulgadas posteriormente.

Encceja – Criado em 2002 para aferir competências, habilidades e saberes de jovens e adultos que não concluíram o Ensino Fundamental ou o Ensino Médio na idade adequada, o exame voltou a certificar o Ensino Médio em 2017. O Encceja é aplicado pelo Inep, mas a emissão dos documentos certificadores (certificado e declaração de proficiência) é responsabilidade das Secretarias Estaduais de Educação e Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, que firmaram Termo de Adesão ao Encceja.

Assessoria de Comunicação Social

Governo atinge meta de 60 mil atendimentos no Quero Ler


Dar oportunidade aos jovens e adultos o acesso ao mundo das letras e tirar o Acre do mapa do analfabetismo até o fim de 2018 foi um dos grandes desafios do governador Tião Viana nesta gestão. E essa meta está sendo realizada pela Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE) por meio do Programa Quero Ler.

Lançado no fim de 2015, o programa Quero Ler tem como finalidade alfabetizar, nos 22 municípios acreanos, mais de 60 mil jovens e adultos que, por algum motivo, não tiveram a oportunidade de frequentar um banco de escola.

Até o fim de novembro, as últimas turmas serão encerradas em Rio Branco, e no dia 14 de dezembro o fechamento das turmas em 19 municípios. Em Brasileia e em Acrelândia, não houve procura de alunos para a realização nesta última etapa.

Com esses atendimentos, a taxa de analfabetismo, que em 2015 estava em torno de 15%, poderá chegar a 4%, o que, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), tornará o Acre território livre de analfabetismo.

Estamos dando um grande passo na educação, que é alfabetizar milhares de pessoas que ainda não sabem ler nem escrever. E e o que estamos fazendo é um exemplo para o restante do país, porque não estamos ensinando apenas a leitura e a escrita, é mais que isso, estamos formando cidadãos pensantes, com senso crítico, capazes de interpretar o mundo a sua volta, em todas as suas nuances”, disse o secretário Marco Brandão.

Cada etapa do Quero Ler tem duração de cinco meses, e os alunos tem três horas/aula por dia, perfazendo um total de 300 horas/aula. A partir daí, o estudante está capacitado para dar continuidade aos estudos e ingressar na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O aluno sai com o domínio da escrita e da leitura, pronto para ingressar na EJA. Um dos principais objetivos do Programa é trabalhar a autoestima dos alunos, além, claro, de erradicar o analfabetismo em nosso Estado”, disse.

“Foi um presente”

A professora Francisca Aragão é uma das principais entusiastas do Quero Ler no município de Tarauacá. Quando recebeu o convite do governador Tião Viana e do secretário Marco Brandão para coordenar o programa, fez questão dizer que estava recebendo um “presente”.

Ela já trabalhou com diversos programas de alfabetização, alguns inclusive em parceria com instituições públicas e privadas. Quando assumiu a Secretaria Municipal de Educação em 1997, o índice de analfabetismo chegava a 68,8% da população adulta. Quando entregou o cargo, em 2002, esse índice foi reduzido para 22,9%.

Quando o governador Tião Viana anunciou o Programa Quero Ler, de imediato me coloquei à disposição para ajudar e encontrei o professor Francisco “Moço”, que também é um professor de origem rural e apostamos nossas fichas no sucesso desse programa”, disse.

Para a coordenadora, o Quero Ler é uma oportunidade de retribuir a generosidade que recebeu de pessoas quando chegou na cidade de Tarauacá aos dez anos de idade, quando encontrou pessoas que a acolheram e a ajudaram em sua formação.

O que mais me incomoda é quando chego no Banco e vejo aquelas pessoas idosas pedindo a um e a outro para ver saldo, para fazer um saque e isso acontece diariamente. Então esse despertar para a cidadania representa a liberdade das pessoas porque alfabetizar alguém, dá a ela uma caneta e ela ler e escrever, isso é libertário”, frisou a professora.

Por isso, muito mais do que um compromisso profissional, proporcionar cidadania e dar liberdade através das letras às pessoas, é um compromisso pessoal que ela transmite à toda a equipe que está envolvida na alfabetização de jovens e adultos em Tarauacá.

“Não vou mais melar meu dedo de tinta”

Dona Vicencia Matias de Almeida, de 77 anos, é moradora do município de Feijó e uma animada e atenta aluna da quarta etapa do Programa. Exemplo de vida, ela incentiva outros alunos a aprender a ler e a escrever. O grande incentivo de dona Vicencia a procurar o Programa Quero Ler foi a vergonha que passava, segundo ela, toda a vez que ia ao Fórum da cidade.

Quando a gente ia para o Fórum, no meio da sociedade, tacava o dedo lá naquela tinta e eu achava muito feio. Mas essa vergonha eu não passo mais porque já aprendi a fazer o meu nome”, faz questão de dizer.

Sua história não é muito diferente de outras. Assim como tantas experiências, também nasceu em um seringal, o Macau, no município de Tarauacá. Viveu até os 13 anos em uma colocação chamada Areia e ainda morou no seringal São Domingos. Em Feijó, foi trabalhar “na casa dos outros”, como ela mesmo diz, para sustentar os filhos.

Para ela, o que mais chama a atenção é que hoje dia em todo o lugar é possível estudar, bem diferente do seu tempo de juventude, quando as condições eram precárias e não havia acesso à escola como hoje. “Eu, por exemplo, nunca estudei porque sempre morei na zona rural”, disse.

Alguns fatores são importantes, na sua avaliação, para que a pessoa possa aprender a ler e a escrever. O primeiro é o esforço, a vontade própria de cada um, mas ela destaca que a oportunidade dada pelo governo do Acre é fundamental. “Essa programa foi uma grande vantagem dada pelo governo para quem não sabe ler, porque se não fosse ele a gente não iria aprender”, destaca.

Entre os formandos da turma do Quero Ler de Sena Madureira estava a senhora Maria Dias dos Santos, de 61 anos. Filha de um regatão e casada com um regatão, Maria não teve a oportunidade de estudar quando jovem. Com quatro filhos, todos já formados, ela viu a oportunidade no programa e pensou “Por que não?”. Acabou participando de uma turma em que a professora foi sua própria filha.

Eu trabalhei 27 anos fazendo salgadinho e hoje tenho todos os filhos formados. E agora com todos os filhos criados, eu entrei no Quero Ler e vou continuar estudando. A experiência foi muito boa. A gente conhece amigos e tudo foi muito bom. Eu amei e a professora ainda foi minha filha, então a coisa ficou melhor”, conta a simpática senhora.

Também formando da turma, Apolinário da Costa, de 75 anos, fez questão de agradecer ao governador pela oportunidade. “Tem gente que diz que papagaio velho não aprende a falar, mas eu aprendi. Meu pai dizia que enquanto houver fé, há esperança. E foi através desse governo que eu aprendi a ler e escrever, que eu aprendi qual assento vai na ‘vovó’ e qual vai no ‘vovô’”, brinca o senhor.

“Eu era cego, mas agora estou enxergando”

A frase já foi dita por outros milhares de alunos do Programa Quero Ler e também repetida por Francisco Brasilino da Cruz, que participa das aulas de alfabetização ofertadas pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE), no município de Acrelândia.

Aos 42 anos, ele nunca teve a oportunidade de freqüentar um banco da escola. Natural de Tarauacá, passou sua infância e juventude nos seringais da região e nas colônias, ajudando o pai no sustento da casa. Há quase 20 anos morando em Acrelândia, sua rotina de trabalho não mudou muito.Atualmente, ele é vigia do núcleo da SEE no município e, incentivado pelo coordenador, professor Weiga de Menezes, agora freqüenta as aulas em uma das turmas do Programa que funcionam na Escola Marcílio Pontes dos Santos.

Ele já sabe assinar o nome, o que o deixa muito feliz. “É muito ruim quando a gente chega em um lugar e tem que ficar pedindo aos outros para ler as coisas”, faz questão de dizer. Animado com os estudos, diz que vai dar continuidade e, no ano que vem, pretende se matricular no Programa Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O depoimento do professor Aparecido Cerdeira, durante a aula inaugural da segunda fase do Programa Quero Ler, realizada no auditório da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), chamou a atenção de todos os presentes. Ele, que alfabetiza doze pessoas no Residencial Cabreúva, região da Baixada da Sobral, em Rio Branco, foi enfático ao afirmar que o Quero Ler mudou sua vida. “Foi um divisor de águas’.

Ele conta que quando entrou como alfabetizador não tinha nenhuma expectativa. “Com o tempo, o Quero Ler não melhorou apenas a vida das pessoas que buscam o conhecimento das letras, mas a minha própria. Por meio do programa, mudei a mente.

Cerdeira estuda na Universidade Federal do Acre (Ufac) e faz o curso de Letras/Espanhol. “A partir de agora, dessa experiência de poder lecionar no Quero Ler, quero ser professor, vou fazer uma nova formação pedagógica e atuar nessa área”, fez questão de dizer.

fonte: Agência de Notícias do Acre

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

No Feriado da Proclamação da República não haverá expediente no Núcleo Estadual de Educação


Em decorrência do feriado nacional desta quinta feira, 15 de novembro, onde se comemora a data da Proclamação da República, a Coordenação Geral comunica que não haverá expediente no Núcleo Estadual de Educação. Na sexta feira, 16 de novembro, o expediente será das 7 as 13 horas.
Lembrando que nas escolas da rede estadual, as aulas serão realizadas normalmente.

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRASILEIRA - O processo histórico em que se desenvolveu o fim do regime monárquico brasileiro e a ascensão da ordem republicana no Brasil perpassa por uma série de transformações em que visualizamos a chegada dos militares ao poder. De fato, a proposta de um regime republicano já vivia uma longa história manifestada em diferentes revoltas. Entre tantas tentativas de transformação, a Revolução Farroupilha (1835-1845) foi a última a levantar-se contra a monarquia.

Podemos destacar a importância do processo de industrialização e o crescimento da cafeicultura enquanto fatores de mudança sócio-econômica. As classes médias urbanas e os cafeicultores do Oeste paulista buscavam ampliar sua participação política através de uma nova forma de governo. Ao mesmo tempo, os militares que saíram vitoriosos da Guerra do Paraguai se aproximaram do pensamento positivista, defensor de um governo republicano centralizado.

Além dessa demanda por transformação política, devemos também destacar como a campanha abolicionista começou a divulgar uma forte propaganda contra o regime monárquico. Vários entusiastas da causa abolicionista relacionavam os entraves do desenvolvimento nacional às desigualdades de um tipo de relação de trabalho legitimado pelas mãos de Dom Pedro II. Dessa forma, o fim da monarquia era uma opção viável para muitos daqueles que combatiam a mão de obra escrava.

Até aqui podemos ver que os mais proeminentes intelectuais e mais importantes membros da elite agroexportadora nacional não mais apoiavam a monarquia. Essa perda de sustentação política pode ser ainda explicada com as consequências de duas leis que merecem destaque. Em 1850, a lei Eusébio de Queiroz proibiu a tráfico de escravos, encarecendo o uso desse tipo de força de trabalho. Naquele mesmo ano, a Lei de Terras preservava a economia nas mãos dos grandes proprietários de terra.

O conjunto dessas transformações ganhou maior força a partir de 1870. Naquele ano, os republicanos se organizaram em um partido e publicaram suas ideias no Manifesto Republicano. Naquela altura, os militares se mobilizaram contra os poderes amplos do imperador e, pouco depois, a Igreja se voltou contra a monarquia depois de ter suas medidas contra a presença de maçons na Igreja anuladas pelos poderes concedidos ao rei.

No ano de 1888, a abolição da escravidão promovida pelas mãos da princesa Isabel deu o último suspiro à Monarquia Brasileira. O latifúndio e a sociedade escravista que justificavam a presença de um imperador enérgico e autoritário, não faziam mais sentido às novas feições da sociedade brasileira do século XIX. Os clubes republicanos já se espalhavam em todo o país e naquela mesma época diversos boatos davam conta sobre a intenção de Dom Pedro II em reconfigurar os quadros da Guarda Nacional.

A ameaça de deposição e mudança dentro do exército serviu de motivação suficiente para que o Marechal Deodoro da Fonseca agrupasse as tropas do Rio de Janeiro e invadisse o Ministério da Guerra. Segundo alguns relatos, os militares pretendiam inicialmente exigir somente a mudança do Ministro da Guerra. No entanto, a ameaça militar foi suficiente para dissolver o gabinete imperial e proclamar a República.

O golpe militar promovido em 15 de novembro de 1889 foi reafirmado com a proclamação civil de integrantes do Partido Republicano, na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Ao contrário do que aparentou, a proclamação foi consequência de um governo que não mais possuía base de sustentação política e não contou com intensa participação popular. Conforme salientado pelo ministro Aristides Lobo, a proclamação ocorreu às vistas de um povo que assistiu tudo de forma bestializada.

Por Rainer Sousa
Graduado em História
Site Brasil Escola

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Climatização nas escolas do Acre proporciona conforto e bem-estar aos estudantes


Durante o governo de Tião Viana, as escolas públicas do Acre passaram por grandes transformações. Uma das principais é a climatização das salas de aula. Esse feito só foi possível porque em 2017 o governador, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE), criou o Programa de Climatização das Escolas.

A iniciativa foi implantada para climatizar 187 escolas estaduais dos 22 municípios do estado. Só em Rio Branco foram contempladas 94 escolas. Dessas, 79 (84%) já estão com todo o processo concluído. Para o restante, a previsão de conclusão é até dezembro deste ano.

Para isso, foram investidos R$ 29.166.613,70 na aquisição e instalação dos aparelhos de ar-condicionado e estruturação da rede elétrica desses prédios. Também houve a estruturação de auditórios com a compra de aparelhos de ar-condicionado e poltronas.

MAIS QUALIDADE DE ENSINO

A Escola José Sales, no bairro Universitário, foi uma das contempladas. Todas as suas salas agora são climatizadas. A diretora da instituição, Deuzimar Dankar, caracteriza como essencial esse processo, já que no Acre o clima equatorial se destaca por suas elevadas temperaturas em determinadas épocas do ano.

“Antes a temperatura era um elemento de dispersão dos alunos nas salas de aula, mas agora aqui na nossa escola esse argumento de impacto no processo de aprendizagem não existe mais. Melhorou 100% o ambiente escolar e a relação dos alunos com a escola”, destaca.

A gestora explica ainda que atualmente, além das 10 salas de aulas, ambientes como o espaço de leitura também estão climatizados. “Graças ao empenho da comunidade, que se uniu para comprar parte dos equipamentos, e do governo do Estado, que além dos aparelhos de refrigeração, arrumou a subestação [rede elétrica para comportar os equipamentos].”

Paola Januário estuda o 3º ano (Foto: Alexandre Noronha/Secom)
“Eu passava a maioria do tempo fazendo leque para me abanar. Sem contar que o ventilador fazia muito barulho e a professora ficava quase gritando. Agora ficou mais ‘relaxante’, e eu até consigo escrever muito mais rápido que antes”, conta a estudante Paola Januário, do terceiro ano.

A instituição funciona nos dois turnos, com ensino fundamental do 1º ao 5º ano. A pedagoga Edilaide Abreu, que leciona na escola há oito anos, conta que foram muitas as mudanças após a climatização. “Sempre dei aula à tarde, que naturalmente é bem mais quente. Então, passávamos uns períodos bem abafados, os ventiladores não davam conta e os alunos ficavam bem agitados”, lembra.

A docente ressalta ainda que as altas temperaturas acarretavam outros agravantes. “O calor incomodava muito e algumas vezes os alunos sofriam problemas de saúde, como dor de cabeça. Hoje a realidade é outra: outra escola, outro ambiente e o comportamento dos alunos melhorou bastante”, explica.

Programa de Climatização já chegou a 79 escolas públicas estaduais de Rio Branco (Foto: Mágila Campos)
Em termos práticos, a climatização das escolas acreanas está ajudando a melhorar a qualidade do ensino não só dos quase 500 alunos do Universitário, mas de aproximadamente 140 mil de inúmeras escolas das cinco regiões do Estado.

Além da José Sales, escolas como a Serafim Salgado e a Clícia Gadelha também foram instituições beneficiadas. A diretora de Ensino da SEE, Rúbia Cavalcante, destaca que o processo de climatização impacta diretamente no processo de ensino-aprendizagem dos estudantes.

Texto de Mágila Campos
Fotos Secom
Diagramação de Izaias Almeida
Rio Branco, 11 de Novembro de 2018




fonte: Agência de Notícias do Acre

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

HOJE É DIA DO DIRETOR DE ESCOLA - HOMENAGEM DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO


Hoje é Dia do Diretor de Escola

Parabéns aos queridos mestres que dignificam nossa profissão de educador cuidando com zelo e amor do planejamento e avaliação das atividades educacionais e estão sempre à frente da coordenação administrativa e pedagógica das nossas escolas de Tarauacá e do Acre.

É graças à contribuição dedicada do Diretor que o bom funcionamento das escolas, fica garantido.

A data é motivo de júbilo!

O Núcleo estadual de Educação de Tarauacá, através de sua Coordenadora Geral, Professora Francisca Aragão Leite,  tem orgulho de homenagear e agradecer aos homens e mulheres que na sagrada missão de Diretor, além de liderar funcionários, professores, coordenadores e alunos, todos os dias resolvem questões administrativas, verificam o desempenho estudantil e o nível das aulas ministradas, atendem pais e gerenciam recursos financeiros das nossas Escolas.

PARABÉNS!

Francisca Aragão e Equipe do Núcleo de Educação

Dalva Pontes - Escola João Ribeiro

Ilca Frota - Escola João Ribeiro

Nilson Gomes - Escola Plácido de Castro

Luzia Abreu - Escola Tupanir Gaudêncio

Ivonaldo Benigno - Escola Djalma Batista

Francélia Luz - Escola Edmundo Pinto

Cíntia Bayma - Escola Rosaura Mourão da Rocha

Desterro Prado - Escola São José
Assessoria de Comunicação 
Núcleo de Educação de Tarauacá

ATUALIZAÇÃO ANUAL CADASTRAL DE APOSENTADOS E PENSIONISTAS – 2018 PODER EXECUTIVO


Para maiores informações ligue: (68) 3215-4338

A Atualização Anual dos Dados Cadastrais dos Aposentados e Pensionistas vinculados ao Acreprevidência é uma obrigação pessoal, prevista na Lei nº. 2.438, de 22 de julho de 2011, o que ocorrerá em duas etapas:

Etapa 1 - Pré-Atualização

a ) Acessar o Sistema de Atualização Cadastral, no site do Acreprevidência (www.acreprevidencia.ac.gov.br), e realizar o preenchimento dos dados cadastrais;

b) Realizar o download e impressão dos documentos ‘Comprovante de Atualização.pdf’ e ‘Declaração de Vida e Residência.pdf’.

Etapa 2 - Entrega da documentação

2.1 Na sede do Acreprevidência

a) Pessoalmente (O próprio beneficiário), comparecer, munido de documento de identificação, com foto, e dos documentos impressos na Etapa 1.

b)Por terceiros: Entrega do ‘Comprovante de Atualização’ e da ‘Declaração de Vida e Residência’, devendo este último estar obrigatoriamente com firma reconhecida em Cartório.

2.2 Por via postal com Aviso de Recebimento (AR)

a)Encaminhar (imediatamente) a ‘Declaração de Vida e Residência’ com reconhecimento obrigatório de firma em cartório, para o seguinte endereço:

Rua Benjamin Constant, nº 351, Cerâmica. CEP 69905-072. Rio Branco – AC.

ATENÇÃO: Os procedimentos acima, referentes aos inativos e pensionistas MILITARES, serão realizados nas sessões de Recursos Humanos das respectivas corporações de origem.

Consequências da não Atualização Cadastral:

1 - O beneficiário estará inadimplente a partir do 1º dia do mês seguinte ao previsto para a respectiva atualização.

2 - A inadimplência ocasionará o bloqueio da remuneração, conforme preceitua a Lei nº 2.438/2011.

Atualização Cadastral deve ser realizada no mês de aniversário do servidor


Atualização Cadastral Anual do Servidor do Poder Executivo do Estado do Acre é um projeto de Governo que permite a atualização e organização dos dados cadastrais dos servidores públicos em atividade, no intuito de contribuir na construção de políticas públicas de gestão de pessoas.

Todos os servidores efetivos, agentes políticos, cargos comissionados, contratados por tempo determinado, empregados públicos e militares do Estado em atividade, inclusive os que se encontrem cedidos, afastados, licenciados, fora do Estado ou do País, no âmbito da administração pública estadual direta e indireta do Poder Executivo do Estado do Acre devem realizar sua atualização cadastral no mês do seu aniversário (nascimento).

O servidor que não realizar a Atualização Cadastral no prazo estipulado terá bloqueado seus vencimentos ou salários, de acordo com o disposto no Decreto nº 2.746, de 12 de junho de 2015.

APOSENTADOS E PENSIONISTAS DO ESTADO - A Acre Previdência está realizando também o recadastramento dos servidores aposentados e pensionistas. A atualização cadastral deve ser realizada anualmente por todos os profissionais da administração pública estadual. 

O procedimento e obrigatório para todos os servidores, inclusive os que se encontrem cedidos, afastados, licenciados, fora do Estado ou do país. No intuito de contribuir na construção de políticas públicas de gestão de pessoas. Caso o servidor não atualize seu cadastro, o pagamento será bloqueado até sua realização.


Acesse a documentação do projeto clicando nos links abaixo:


1. Quem deverá realizar atualização cadastral anual do servidor?
Servidores públicos, agentes políticos, cargos comissionados, contratados por tempo determinado, empregados públicos e militares do Estado em atividade, inclusive os que se encontrem cedidos, afastados, licenciados, fora do Estado ou do País, no âmbito da administração pública estadual direta e indireta.
2. Qual o período que devo realizar a atualização cadastral?
Obrigatoriamente no mês do seu aniversário, ou a qualquer momento, conforme disposto no art. 4º do Decreto nº 2.746/2015.
3. Quais os meios existentes para realizar minha atualização cadastral?
Pela Internet, por meio do endereço eletrônico, www.atualizacaocadastral.ac.gov.br, e nos Portais do Governo e da SGA.
4. Não possuo internet, como posso realizar minha atualização?
Preferencialmente deverá se dirigir ao setor responsável pela gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado, ou poderá utilizar as Unidades de Organizações em Centros de Atendimentos – OCA, localizadas nos municípios de Rio Branco e Xapuri.
5. Quais os horários para fazer a atualização cadastral?
Em qualquer horário, pela internet. Nos demais locais presenciais, em horário de expediente.
6. Como faço a atualização cadastral pela internet?
Acesse o enderenço eletrônico www.atualizacaocadastral.ac.gov.br, informe seu e-mail funcional (exemplo: maria.silva) e senha.
7. Não tenho e-mail funcional. O que faço?
Procure o setor responsável pela gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado para obter o e-mail funcional e senha, que é pessoal e intransferível. No endereço eletrônico www.atualizacaocadastral.ac.gov.br, menu Contatos,consta a relação dos Órgãos e Entidades do Executivo com os respectivos endereços e telefones de contato.

Você pode ainda acessar o formulário eletrônico e clicar no ícone não possuo acesso, conforme imagens abaixo, que será fornecido os contatos com seu órgão de vinculação.

1-Clique no ícone: Não possui acesso?


2-Informe CPF e data de nascimento; clique em Consultar




8. Esqueci a minha senha, o que faço?
Procure o setor responsável pela gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado para obter a nova senha, que deverá ser modificada no primeiro acesso ao e-mail, por meio do link www.webmail.ac.gov.br.
9. Qual o login de acesso ao sistema de recadastramento?
O login de acesso é o e-mail funcional (usuário) e sua respectiva senha.
10. Caso eu possua mais de um vínculo, como devo proceder?
Você deverá realizar uma única atualização cadastral, validando ou alterando as informações.
11. Estou cedido ou a disposição, devo atualizar meus dados cadastrais?
Sim, deverá atualizar seus dados cadastrais via Internet ou presencialmente nos locais indicados anteriormente, conforme seu órgão ou entidade de origem.
12. Caso eu não atualize meus dados cadastrais, o que pode acontecer?
A atualização cadastral é obrigatória. O servidor que não realizar a atualização cadastral no prazo estipulado, (mês de aniversário) terá seu vencimento ou pagamento bloqueado, conforme §2°do art. 13 do Decreto nº 2.746/2015.
No mês subsequente ao seu aniversário será notificado para, no prazo de até 10 (dez) dias, regularizar sua situação.
O não cumprimento do prazo implicará no bloqueio dos seus vencimentos ou salários. Após o bloqueio do pagamento a não regularização cadastral no prazo de 90 (noventa) dias implicará em abertura de processo administrativo objetivando a apuração dos fatos, conforme art. 10º do Decreto nº 2.746/2015.
13. Os servidores que estejam em férias, licença ou em afastamento devem fazer a atualização cadastral?
Sim. Todos os servidores em atividade deverão atualizar seus dados cadastrais ainda que em férias, licença ou afastamento.
14. Caso eu esteja de licença ou em afastamento fora do Estado ou fora do país devo fazer a atualização cadastral?
Sim. A atualização cadastral é realizada pela internet, portanto, pode ser realizada de qualquer computador.
Neste caso, os documentos comprobatórios, originais e cópias ou autenticados, devem ser encaminhada, por meio derepresentante legalmente habilitado, ao setor de gestão de recursos humanos do órgão ou entidade o qual o servidor esteja vinculado, conforme artigos 7º e 13º do Decreto nº 2.746/2015.
15. Não sei o endereço do meu Órgão ou Entidade?
Na página da Atualização Cadastral Anual (www.atualizacaocadastral.ac.gov.br) acesse o menu Contatos,você encontrar a relação dos Órgãos e Entidades do Poder Executivo com seus respectivos contatos e endereço.
16. Caso esteja de licença médica num quadro de saúde que me impossibilite absolutamente de realizar a atualização cadastral, o que devo fazer?
O servidor que estiver impossibilitado de atualizar seus dados cadastrais, em caso de moléstia grave, ausência ou impossibilidade de locomoção, deve apresentar o laudo médico oficial comprobatório, perante o setor responsável pela gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado, ficando obrigado a realizar a atualização cadastral quando do retorno às atividades laborais, conforme § 1º do art. 4º do Decreto nº 2.746/2015.
17. A atualização cadastral é obrigatória aos servidores cedidos, afastados ou licenciados?
Sim. A atualização cadastral é obrigatória também para esses casos.
18. Os contratados temporariamente, por meio de Processo Seletivo Simplificado, também deverão fazer atualização cadastral?
Sim, todos os servidores públicos, agentes políticos, cargos comissionados, contratados por tempo determinado, empregados públicos e Militares do Estado, em atividade, no âmbito da administração pública estadual direta e indireta.
19. Servidores aposentados e pensionistas devem fazer a atualização cadastral?
Não. Esta atualização é direcionada aos servidores em atividade. A atualização cadastral do pessoal inativo e pensionista obedecerá a regras próprias definidas pelo Instituto de Previdência do Estado do Acre - ACREPREVIDÊNCIA.
20. Ocupantes de cargo comissionado devem fazer atualização cadastral?

Sim. A atualização é obrigatória para todos os servidores públicos, agentes políticos, cargos comissionados, contratados por tempo determinado, empregados públicos e Militares do Estado, em atividade, no âmbito da administração pública estadual direta e indireta.

21. Os estagiários devem fazer atualização cadastral?

Não.

22. Os prestadores de serviço (terceirizados) devem fazer atualização cadastral?

Não.

23. Posso alterar todas as informações?

Não. O formulário apresenta campos que não podem ser alterados e outros com as seguintes indicações:


– Caso o campo seja alterado será necessária à comprovação documental: este ícone indica que se você alterar e/ou incluir dados é necessário o envio/entrega da documentação comprobatória no setor de gestão de recursos humanos no prazo de 10 dias. 
– Campo alterado. Aguardando validação do setor de RH: este ícone indica que seu pedido de atualização foi realizado, porém ainda aguarda validação do setor de gestão de RH, caso você ainda não tenha apresentado a documentação comprobatória referente às alterações realizadas, não perca o prazo que é de até 10 (dez) dias, a contar da data que foi gerado o seu protocolo de atualização. Caso já tenha entregado a documentação. Aguarde...

– Preenchimento obrigatório: este ícone indica obrigatoriedade de preenchimento caso os dados referente ao campo não estejam devidamente preenchidos

24. Meus dados que já constam no Sistema e estão bloqueados (não consigo alterar), estão incorretos o que devo fazer?

Entre em contato com o setor de gestão de Recursos Humanos o qual está vinculado.

25. Tenho que comprovar todas as alterações feitas por mim?

Não. Somente as indicadas no formulário, com o símbolo


–Caso o campo seja alterado será necessária à comprovação documental: este ícone indica que se você alterar e/ou incluir dados é necessário o envio/entrega da documentação comprobatória no setor de gestão de recursos humanos no prazo de 10 dias.
Após confirmação do preenchimento do formulário o sistema irá gerar um relatório com a relação dos documentos necessários.

26. Como devo proceder para comprovar as alterações feitas por mim?
Os documentos comprobatórios, originais e cópias ou autenticados, devem ser apresentados pelo servidor oupor pessoa legalmente habilitada ao setor de gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado, no prazo estipulado.
27. Tenho mais de um vínculo, em qual setor de gestão de recursos humano devo entregar a documentação comprobatória?
No órgão ou entidade que você indicou no formulário on-line.
28. Posso enviar a documentação comprobatória por terceiros ao setor de gestão de recursos humanos que estou vinculado?
Sim, desde que o representante seja legalmente habilitado, por meio de procuração, que conste a firma reconhecida ou que seja lavrada em cartório.
29. Os documentos comprobatórios solicitados no momento das alterações devem ser autenticados?

Devem ser autenticados quando não for possível a entrega da cópia simples com a apresentação do original ao setor de gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual o servidor esteja vinculado.

30. Como saber se minha atualização cadastral foi enviada?

Sua atualização só será efetivada quando você finalizar clicando no ícone , no final do formulário:

Será gerado um relatório com o Código de Autenticação e a relação de documentos comprobatórios, quando for o caso, necessários para apresentação junto ao setor de gestão de recursos humanos:

Esse relatório você pode imprimir e/ou salvar.

31. O que é o Código de Autenticação?

É o Protocolo eletrônico de envio da Atualização Cadastral Anual, gerado a partir da confirmação feita pelo servidor no formulário eletrônico.

32. Perdi ou não salvei o meu comprovante, o que devo fazer?

Você pode acessar novamente o formulário, com seu usuário e senha, e clicar no ícone no final do formulário. Será gerado um novo Código de Autenticação.

33. O que devo fazer após realizar a atualização cadastral?
Após conclusão da atualização cadastral, via internet, você deve:
Caso haja necessidade de comprovação documental: apresentar ao setor responsável pela gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado, no prazo de 10 dias após a efetuação da atualização cadastral no formulário on-line, documentação comprobatória (documento físico correspondente em original e cópia simples ou cópia autenticada), que ficará arquivado na respectiva pasta funcional.
Se não houver necessidade de comprovação documental, aguardar a validação do setor de gestão de recursos humanos o qual está vinculado.






34. Comecei a atualizar meus dados pela internet, mas não consegui terminar dentro do prazo. E agora?


Você deve dirigir-se ao setor responsável pela gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado para regularizar sua situação, imediatamente, sob pena da não conclusão da atualização cadastral e consequente bloqueio dos seus vencimentos ou salário.

35. Caso deseje alterar ou atualizar alguma informação cadastral antes do novo período estabelecido para nova atualização, ou seja, a partir de 2016, o que devo fazer?
Você pode fazer a alteração a qualquer tempo, porém não o desobriga a fazer a atualização na data estipulada noDecreto nº 2.746/2015. E, caso haja a necessidade de comprovação documental, deve dirigir-se ao setor de gestão de recursos humanos ao qual esteja vinculado com a referida documentação, observando o prazo de até o 10º (décimo) dia do mês subsequente ao seu aniversário.
36. Caso eu tenha dificuldades em manusear o sistema ou o mesmo apresente algum erro no ato da minha atualização, o que devo fazer?
Você poderá entrar em contato com setor de gestão de recursos humanos do órgão ou entidade ao qual esteja vinculado.
37. O que significa validação do setorial de gestão de recursos humanos?É o processo que o setor de gestão de recursos humanos verifica, confere e confirma as alterações feitas pelo servidor. Para tanto, é necessário à apresentação dos documentos comprobatórios.
38. Como sei se minhas alterações já foram validadas?
Ao acompanhar sua atualização (acessando o formulário) observe se nos campos alterados consta o símbolo , nesse caso, o setor de gestão de recursos humanos ainda não validou.
39. Não consigo informar meus dependentes o que devo fazer?
Devido a regras relacionadas aos dependentes (vínculo, pensão e etc), estas informações estão disponível no formulário somente para consulta. Caso o servidor queira realizar alteração ou inserção de dependentes deverá fornecer os dados diretamente ao setor de gestão do RH.

40. Como altero minha senha de e-mail?

Você deve acessar o seu e-mail (www.webmail.ac.gov.br) com o usuário e senha já utilizado ou fornecido pelo seu setorial de gestão de recursos humanos.

Na barra de ferramenta do gerenciador de e-mail você encontrará a opção: alterar senha.


Para realizar a alteração sugerimos o acesso ao Tutorial de alteração de e-mail disponibilizado na páginawww.atualizacaocadastral.ac.gov.br menu Documentação.

41. Os menores aprendizes devem fazer atualização cadastral?

Não.

42. O servidor admitido neste ano precisa fazer atualização cadastral?

Não. O servidor só será obrigado a se atualizar no próximo ano.


Lista de Contatos dos Órgãos/Entidades:

CASA CIVIL ‑ CASACIVIL
Endereço: AVENIDA BRASIL ‑ Nº: ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32152878

GABINETE MILITAR DO GOVERNADOR ‑ GABMIL
Endereço: RUA MARECHAL DEODORO ‑ Nº: 471 ‑ Bairro: IPASE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32246738

SECRETARIA DA GESTAO ADMINISTRATIVA ‑ SGA
Endereço: AVENIDA GETULIO VARGAS ‑ Nº: 232 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento: PALACIO DAS SECRETARIAS
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900060
Telefone: (68) 32154047

SECRETARIA DE COMUNICACAO ‑ SECOM
Endereço: RUA FRANCO RIBEIRO ‑ Nº: 51 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32152320

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO ‑ SEPLAN
Endereço: AVENIDA GETULIO VARGAS ‑ Nº: 232 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento: PAL. SECRETARIAS 4º ANDAR
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32244062

GABINETE DO VICE GOVERNADOR ‑ GABVICEGOV
Endereço: RUA RUI BARBOSA SALA 204 ‑ Nº: ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32244062

SECRETARIA EXTENSAO AGROF E PRODUCAO FAMILIAR ‑ SEAPROF
Endereço: AVENIDA NACOES UNIDAS ‑ Nº: 1140 ‑ Bairro: ESTACAO EXPERIMENTAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32265400

ESCRITORIO DE APOIO EM BRASILIA ‑ ESBRASILIA
Endereço: SETOR BANCARIO SUL ‑ 14º ANDAR ‑ Nº: ‑ Bairro: SETOR BANCARIO SUL ‑ Complemento: SALAS 1401/03
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32234711

SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCACAO E ESPORTE ‑ SEE
Endereço: RUA RIO GRANDE DO SUL ‑ Nº: 1907 ‑ Bairro: AEROPORTO VELHO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32132332

SECRETARIA DA FAZENDA ‑ SEFAZ
Endereço: RUA BENJAMIM CONSTANT ‑ Nº: 946 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32132140

SECRETARIA DE AGROPECUARIA ‑ SEAP
Endereço: RUA DO AVIARIO ‑ Nº: 315 ‑ Bairro: AVIARIO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32249621

SECRETARIA DE ESTADO DE INFRAESTRUTURA E OBRAS PUB ‑ SEOP
Endereço: VIA CHICO MENDES ‑ Nº: 805 ‑ Bairro: TRIANGULO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69901365
Telefone: (68) 32126555

SECRETARIA DE ESTADO DE SAUDE ‑ SESACRE
Endereço: RUA BENJAMIM CONSTANT ‑ Nº: 856 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69914610
Telefone: (68) 32152618

SECRETARIA DE SEGURANCA PUBLICA ‑ SESP
Endereço: AVENIDA GETULIO VARGAS ‑ Nº: 232 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento: TERREO
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69908000
Telefone: (68) 32231023

SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE ‑ SEMA
Endereço: RUA BENJAMIM CONSTANT ‑ Nº: 856 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32243990

SECRETARIA DE ESTADO DE DES. PARA SEGURANCA SOCIAL ‑ SEDS
Endereço: AVENIDA NACOES UNIDAS ‑ Nº: 2731 ‑ Bairro: ESTACAO EXPERIMENTAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32264443

EMPRESA DE PROCESSAMENTO DE DADOS ACRE ‑ ACREDATA
Endereço: BR364 KM 5 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA‑A SETOR‑1
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900100
Telefone: (68) 32291509

COMPANHIA DE HABITACAO DO ACRE ‑ COHAB
Endereço: RUA VALERIO MAGALHAES ‑ Nº: 172 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32244444

COMPANHIA DE ARMAZENS GERAIS E ENTREPOSTOS ‑ CAGEACRE
Endereço: AVENIDA NACOES UNIDAS ‑ Nº: 2064 ‑ Bairro: ESTACAO EXPERIMENTAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32265400

COMPANIA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL DO ACRE ‑ CODISACRE
Endereço: BR‑364 KM 5 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA‑A SETOR‑1
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32294885

FUNDACAO DE APOIO AO DESENVOL. ECONONIMCO E SOCIAL ‑ FADES
Endereço: BR364 KM 5 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA‑A SETOR‑1
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32294741

EMPRESA DE ASSISTENCIA TECNICA E EXTENSAO RURAL ‑ EMATER
Endereço: AVENIDA NACOES UNIDAS ‑ Nº: 2064 ‑ Bairro: ESTACAO EXPERIMENTAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32265400

COMPANIA INDUSTRIAL DE LATICINIOS DO ACRE ‑ CILA
Endereço: BR 364 KM 5 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA‑A SETOR‑1
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32296109

COMPANIA DE SANEAMENTO DO ESTADO DO ACRE ‑ SANACRE
Endereço: BR‑364 KM 5 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA A
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900100
Telefone: (68) 32296441

DEPARTAMENTO DE ESTRADAS DE RODAGEM ACRE ‑ DERACRE
Endereço: VIA CHICO MENDES KM ZERO ‑ Nº: 805 ‑ Bairro: SEGUNDO DISTRITO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32214080

HOSPITAL DAS CLINICAS DO ACRE ‑ HCA
Endereço: ESTRADA DIAS MARTINS ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 682264336

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE PAVIMENTACAO E SANEAMENTO ‑ DEPASA
Endereço: AVENIDA BRASIL ‑ Nº: 346 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900100
Telefone: (68) 32233405

FUNDACAO ESCOLA DO SERVIDOR PUBLICO DO ACRE ‑ FESPAC
Endereço: RUA SILVESTRE COELHO ‑ Nº: 280 ‑ Bairro: IPASE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32234834

INSTITUTO DE ADMINISTRACAO PENITENCIARIA ‑ IAPEN
Endereço: RUA ISAURA PARENTE ‑ Nº: 520 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 3223257

FUNDACAO DE TECNOLOGIA DO ESTADO DO ACRE ‑ FUNTAC
Endereço: RUA DAS ACACIAS ‑ Nº: 279 ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: Z‑A LOTE‑1
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32133112

POLICIA MILITAR DO ACRE ‑ PM
Endereço: PRAÇA DA REVOLUCAO ‑ Nº: 70 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento: Quartel do Comando Geral
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32131907

FUNDACAO DO BEM ESTAR SOCIAL DO ACRE ‑ FUNBESA
Endereço: AVENIDA NAÇOES UNIDAS ‑ Nº: 2731 ‑ Bairro: ESTACAO EXPERIMENTAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69912600
Telefone: (68) 32262937

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ACRE ‑ CBM
Endereço: ESTRADA DA USINA ‑ Nº: 669 ‑ Bairro: MORADA DO SOL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32127840

INSTITUTO DE MEIO AMBIENTE DO ACRE ‑ IMAC
Endereço: RUA RUI BARBOSA ‑ Nº: 751 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32245694

FUNDACAO CULTURAL ‑ FDRHCD
Endereço: Rua Dezessete de Novembro ‑ Nº: 1291 ‑ Bairro: 6 DE AGOSTO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32236988

FUNDACAO DE CULTURA E COMUNICACAO ELIAS MANSOUR ‑ FEM
Endereço: Rua Dezessete de Novembro ‑ Nº: 1291 ‑ Bairro: 6 DE AGOSTO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32236988

AGENCIA REGULADORA DOS SERVICOS PUBLICOS DO ACRE ‑ AGEAC
Endereço: RUA VALERIO MAGALHAES ‑ Nº: 172 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32142604

INSTITUTO DE DEFESA AGROPECUARIA E FLORESTAL ‑ IDAF
Endereço: RODOVIA AC 40 ‑ Nº: 793 ‑ Bairro: 2º DISTRITO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32211890

INSTITUTO DE TERRAS DO ACRE ‑ ITERACRE
Endereço: Rua Benjamim Constant ‑ Nº: 856 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 32154144

COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO AGRARIO E COLONIZACAO ‑ COLONACRE
Endereço: BR‑364 KM 5 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69909720
Telefone: (68) 32295642

PROCURADORIA GERAL DO ESTADO ‑ PGE
Endereço: AVENIDA GETULIO VARGAS ‑ Nº: 2852 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69914000
Telefone: (68) 39015108

DEFENSORIA PUBLICA GERAL DO ESTADO DO ACRE ‑ DPE
Endereço: RUA CUSTODIO FREIRE ‑ Nº: 26 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69914000
Telefone: (68) 32232554

SECRETARIA DE ESTADO TURISMO E LAZER ‑ SETUL
Endereço: VIA CHICO MENDES ‑ Nº: ‑ Bairro: CORRENTE ‑ Complemento: ARENA DA FLORESTA
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900000
Telefone: (68) 39013008

INSTITUTO ESTADUAL DE DES. EDUC. DOM MOACYR GRECHI ‑ DOM MOACYR
Endereço: AVENIDA NACOES UNIDAS ‑ Nº: 1068 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69907520
Telefone: (68) 32245999

INSTITUTO DE PREVIDENCIA DO ESTADO DO ACRE ‑ ACREPREVID
Endereço: Rua Benjamim Constant ‑ Nº: 351 ‑ Bairro: CERAMICA ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900900
Telefone: (68) 32154310

SECRETARIA DE ESTADO DE ARTICULACAO INSTITUCIONAL ‑ SAI
Endereço: RUA FLORIANO PEIXOTO ‑ Nº: 460 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69908690
Telefone: (68) 32152888

SECRETARIA DE JUSTICA E DIREITOS HUMANOS ‑ SEJUDH
Endereço: RUA FRANCISCO MANGABEIRA ‑ Nº: 37 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP:
Telefone: (68) 32152315

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL IND.E COM. ‑ SEDENS
Endereço: AVENIDA GETULIO VARGAS ‑ Nº: 1782 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP:
Telefone: (68) 32441468

CONTROLADORIA GERAL DO ESTADO ‑ CGE
Endereço: RUA BENJAMIM CONSTANT ‑ Nº: 907 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento: 2º ANDAR
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900150
Telefone: (68) 32154120

SECRETARIA DE EXT DE ACOES SOCIO‑EDUCATIVAS ‑ SEAS
Endereço: RUA ‑ Nº: ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900232
Telefone:

SECRETARIA DE HABITACAO DE INTERESSE SOCIAL ‑ SEHAB
Endereço: AVENIDA DAS ACÁCIAS ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: LOTE 1, ZONA A
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900660
Telefone: (68) 32291211

INSTITUTO SOCIO‑EDUCATIVO DO ACRE ‑ ISE
Endereço: AVENIDA NAÇOES UNIDAS ‑ Nº: 2731 ‑ Bairro: BOSQUE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69909310
Telefone: (68) 32248804

SECRETARIA DE ESTADO DA POLICIA CIVIL ‑ SEPC
Endereço: AVENIDA ANTONIO DA ROCHA VIANA ‑ Nº: 1569 ‑ Bairro: VILA IVONETE ‑ Complemento:
Município:RIO BRNACO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69914610
Telefone: (68) 32240977

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRANSITO ‑ DETRAN
Endereço: AVENIDA NAÇÕES UNIDAS ‑ Nº: 2710 ‑ Bairro: ESTAÇÃO EXPERIMENTAL ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69912600
Telefone: (68) 32154170

FUNDACAO DE AMPARO A PESQUISA DO ESTADO DO ACRE ‑ FAPAC
Endereço: RUA DAS ACACIAS ‑ Nº: 279 ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA A
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900715
Telefone: (68) 32152552

INSTITUTO DE PESOS E MEDIDAS DO ESTADO DO ACRE ‑ IPEM
Endereço: BR‑364 KM 05 ‑ Nº: ‑ Bairro: DISTRITO INDUSTRIAL ‑ Complemento: ZONA A SETOR 01 LOTE 1 A
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69917100
Telefone: (68) 32295566


SECRETARIA DE ESTADO DE PEQUENOS NEGOCIOS ‑ SEPN
Endereço: AVENIDA CEARA ‑ Nº: 1624 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69909460
Telefone: (38) 32242548

SECRETARIA DE ESTADO DE POLITICAS PARA MULHERES ‑ SEPMULHER
Endereço: AVENIDA CEARA ‑ Nº: 1624 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69909400
Telefone: (68) 32241661

INSTITUTO DE MUDANÇAS CLIMATICAS ‑ IMC
Endereço: RUA FLORIANO PEIXOTO ‑ Nº: 460 ‑ Bairro: CENTRO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69908620
Telefone: (68) 32231933

JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO ACRE ‑ JUCEAC
Endereço: AVENIDA ANTONIO DA ROCHA VIANA ‑ Nº: 1569 ‑ Bairro: ISAURA PARENTE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69918318
Telefone: (68) 32233836

FUNDACAO ALDEIA DE COMUNICACAO DO ACRE ‑ FUNDAC
Endereço: RUA SILVESTRE COELHO ‑ Nº: 280 ‑ Bairro: IPASE ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900076
Telefone: (68) 32155320

SECRETARIA DE ESTADO DE CIENCIA E TECNOLOGIA ‑ SECT
Endereço: AVENIDA NAÇOES UNIDAS ‑ Nº: 78 ‑ Bairro: JOSE AUGUSTO ‑ Complemento:
Município:RIO BRANCO ‑ UF: AC ‑ CEP: 69900333
Telefone: (68) 32152552