sexta-feira, 24 de março de 2017

EDUCAÇÃO REALIZA OFICINA DE APROPRIAÇÃO DOS RESULTADOS DO SEAPE


A Equipe Técnica do Núcleo de Educação de Tarauacá realizou dia 22 de março de 2017 a Oficina de Apropriação dos Resultados do SEAPE/2016 com os Gestores, Coordenadores de Ensino e Pedagógicos.

Objetivos

Compreender o SEAPE em seus aspectos organizacionais e estruturais, abrangendo limites e possibilidades;

Analisar os diferentes materiais de divulgação e apropriação de resultados do SEAPE (planilhas, matrizes de referência).

Analisar os resultados do SEAPE 2016, fazendo inferências de ordem qualitativa, com vistas à formulação e reformulação de estratégias que contribuam para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem;

Possibilitar a multiplicação das discussões realizadas na oficina, junto às escolas.

Planejar situações de aprendizagem com foco no desenvolvimento das habilidades ainda não consolidadas pelos alunos.















quarta-feira, 22 de março de 2017

Educação realiza formação continuada em tempo integral


A Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE) realiza até sexta-feira, 24, no auditório da Escola Armando Nogueira, a formação continuada para professores, gestores e coordenadores das sete escolas de tempo integral, cujas aulas iniciam no próximo dia 3 de abril.

O secretário Marco Brandão (SEE), a diretora de Ensino da SEE, Rúbia Cavalcante e a professora Emilly Areal, coordenadora do ensino de tempo integral, participaram da abertura da formação na manhã desta segunda-feira, 20.

“A gente precisa conversar com os educadores para detalhar a proposta pedagógica e que currículo é esse que dialoga com esse jovem do século XXI e para aquilo que ele gostaria de desenvolver para a sua vida”, frisou a coordenadora.

Brandão explicou que a implantação das escolas em tempo integral está sendo trabalhada desde o ano passado e que ela tem práticas diferenciadas e inovadoras.

“Por isso, é preciso que as equipes de todas as sete escolas passem por um processo de formação continuada e isso pressupõe conhecer os objetivos dessa escola, quais são suas práticas, qual o olhar que os profissionais têm que ter e qual o perfil de profissional que se espera”, afirmou.

As escolas que funcionarão em tempo integral a partir do dia 3 de abril, em Rio Branco, são Armando Nogueira, Glória Perez, Boa União, Instituto de Educação Lourenço Filho (IEFL), Escola José Ribamar Batista (Ejorb), Sebastião Pedrosa (no Segundo Distrito) e Humberto Soares.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Acre é único estado brasileiro a cumprir as metas do Censo Escolar 2016


O Acre foi o único Estado brasileiro que conseguiu concluir 100% das etapas do Censo Escolar da Educação Básica 2016. O levantamento de dados estatísticos sobre a situação de ensino no país é realizado em todo o território nacional.

A pesquisa, realizada anualmente pelas 27 Unidades da Federação, consiste na elaboração de um relatório detalhado sobre a situação de todas as escolas e estudantes brasileiros.

No Acre, está à frente do Censo a Divisão de Estudos e Pesquisas Educacionais (Depe), da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE). No ano de 2016, o órgão registrou e atualizou as informações de 268.958 matriculados, de 1.635 instituições da região. Tornando-se assim o primeiro e único a atingir todas as metas do Ministério da Educação (MEC) no ano de 2016.

“Esse é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica, uma vez que abrange as diferentes etapas e modalidades de ensino e gera um diagnóstico em âmbito nacional”, explica Glauber Abecassis, chefe do departamento.

De acordo com Abecassis, a explicação para o Acre conseguir se destacar e ficar à frente de todas as grandes metrópoles se deve ao empenho coletivo da SEE e municípios acreanos: “Trabalhamos com escolas públicas e particulares, estaduais e municipais. São quase duas mil escolas, mas nossa equipe trabalhou em conjunto com gestores de todas as localidades, para que conseguíssemos atingir 100%”, comemora.

Somente o Acre conseguiu cumprir as metas do Censo Escolar 2016

Etapas

O Censo é realizado em duas etapas. Na primeira são coletadas informações sobre infraestrutura, dependências, equipamentos, etapas e modalidades de escolarização oferecidas. Nessa fase ainda é indicado o perfil individual dos alunos: sexo, cor/raça, idade, ciclo de ensino, nacionalidade, local de nascimento, turma, utilização de transporte escolar e se é ou não portador de deficiência.

A segunda etapa do processo é o acompanhamento da Situação do Aluno, fase concluída no último dia 17 de março. Momento em que são informados o movimento e o rendimento do estudante. Se foi aprovado, reprovado, concluiu ou deixou de frequentar a instituição. Também, se o discente foi transferido ou faleceu.

Todas essas informações são inseridas na plataforma Educacenso, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). No final é gerado um relatório (Censo Escolar) sobre a educação brasileira, disponibilizado pelo MEC.
Benefícios

Os dados servem para subsidiar políticas públicas de educação, bem como a distribuição de recursos da União a estados e municípios. É também a partir desse relatório, que é calculado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e planejada a distribuição de recursos para alimentação, transporte escolar e livros didáticos, entre outros.

fonte: Agência de Notícias do acre

terça-feira, 21 de março de 2017

Deputados Leo de Brito e Daniel Zen garantem realização dos Jogos Escolares 2017

Governador Tião Viana atendeu ao pedido dos parlamentares – Foto: Da Assessoria
O deputado federal Leo de Brito anunciou ontem, durante reunião realizada na Secretaria de Estado de Educação, a realização dos Jogos Escolares da Juventude 2017, no Acre. O evento retorna este ano após articulação política realizada em parceria entre os mandatos de Brito e do deputado estadual Daniel Zen, que atuam fortemente nas áreas de Educação e Juventude.

“Essa é uma articulação muito importante para os jovens. Eu e o deputado Zen conversamos com o governador, que prontamente nos atendeu e decidiu pela retomada desse que é o mais importante evento do calendário da juventude acreana, com etapas municipais, estadual e nacional. Mais uma vitória do mandato para a juventude do Acre, que com certeza vai ficar muito animada com essa notícia”, afirma Leo de Brito.

Para o deputado Daniel Zen, a volta dos Jogos Escolares reflete o empenho do Governo do Estado do Acre e da Secretaria de Estado de Educação na valorização das atividades desportivas. “É um retorno muito aguardado por toda a comunidade escolar e um anseio dos jovens atletas, que pedem por uma competição capaz de agregar as diversas unidades escolares de todo o Estado”, completa.

Os Jogos Escolares representam a maior competição esportiva estudantil do Brasil, que revelou grandes atletas de renome do Brasil, inclusive olímpicos. Equipes das secretarias estadual e municipal de Esporte estão em fase de definição do cronograma do evento, que deve ser divulgado nos próximos dias.

O vereador Rodrigo Forneck se prontificou a apoiar a realização dos jogos na capital. “Essa competição representa uma etapa fundamental na vida dos estudantes que têm esse talento para o esporte. É uma forma de se preparar para um possível futuro promissor como atletas. Nosso mandato vai lutar junto à prefeitura de Rio Branco para que a etapa municipal aconteça da melhor forma possível”, garante.

Fonte: Assessoria

segunda-feira, 20 de março de 2017

Semana de Comunicação do Acre promove palestras e debates

A II Semana de Comunicação do Acre será realizada entre os dias 20 e 24 de março (Imagem: Divulgação)
Debates entre jornalistas e acadêmicos, palestras e premiações fazem parte da II Semana de Comunicação do Acre, que será realizada entre os dias 20 e 24 de março, em Rio Branco. O evento é promovido pelo Sindicato de Jornalistas do Acre (Sinjac), governo do Estado, por meio da Secretaria de Comunicação (Secom), Ministério Público (MP/AC) e Universidade Federal do Acre (Ufac).

“As instituições se uniram ao Sinjac para centrar esforços na realização da semana, por entendermos que o evento é de grande importância para os profissionais e estudantes da área. É uma oportunidade para troca de experiências, para compartilhar e agregar”, adianta a secretária de Comunicação, Andréa Zílio.

A primeira mesa-redonda será “A Apuração da Notícia”, com os jornalistas Hermington Franco, Altino Machado, Charlene Carvalho, Ray Melo e Lilian Camargo. A atividade será no dia 20, às 19h, no edifício-sede do MP, localizado na Rua Marechal Deodoro, 472, no Centro.

No dia seguinte, no mesmo horário e local, o fotógrafo Marcos Vicentti e as jornalistas Onides Queiroz e Dulcinéia Azevedo falam sobre direitos autorais e, na sequência, os profissionais da comunicação Celis Fabrícia, Sidney Torres e Luciano Tavares debatem sobre as diferentes formas de comunicar.

“Acho extremamente importante debater esse assunto que é atual, é contemporâneo, e espero que seja uma conversa interessante e que consigamos discutir sobre novas ideias”, afirma Luciano.

Já na quarta-feira, 22, o procurador de Justiça Sammy Barbosa Lopes ministra a palestra “A Liberdade de Informação como Direito Fundamental”. Na mesma noite, haverá a exposição fotográfica “Olhares e a Vida no Trânsito”, dos fotógrafos Victor Augusto de Farias e Dharcules Pinheiro.

No penúltimo dia, o editor do Jornal Extra, Fábio Gusmão, confere a palestra “Informação e Desinformação na Era das Redes Sociais”. A semana se encerrará com o Prêmio do Ministério Público, às 21h, no Hotel Vila Rio Branco.

Agência de Notícias do Acre

quinta-feira, 16 de março de 2017

Reajustes de servidores do Estado são garantidos por decisão da Justiça

O Tribunal de Justiça do Estado do Acre (TJAC) suspendeu a medida cautelar impetrada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que pedia a suspensão da aplicação das Leis Complementares nº. 329, 330 e 331/2107, que autoriza o governo do Estado a conceder reajuste salarial aos servidores públicos da Educação, Saúde e a etapa alimentação dos Policiais Civis.

Esta é a terceira liminar do judiciário cujo resultado é favorável ao executivo acreano. A Procuradoria Geral do Estado (PGE) havia impetrado mandado de segurança contra a medida cautelar imposta pelo TCE pedindo a suspensão destes reajustes.

O relator do processo na Corte, desembargador Pedro Ranzi entendeu que a concessão do aumento salarial não gera despesa irregular e nem compromete os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, conforme afirmara o órgão de fiscalização. A chefe da Casa Civil, Márcia Regina Pereira, disse que esta decisão garante a efetivação dos reajustes salariais e a aplicação das Leis Complementares, uma vitória para a gestão pública e os servidores.

“O Estado fez um grande exercício e ajustes na parte fiscal do governo, inclusive, com diminuição do salário do governador e cargos comissionados, promovendo outras ações na esfera administrativa, para que o governo pudesse cumprir as negociações com as principais categorias beneficiadas pelas leis aprovadas em fevereiro”, destacou Márcia Regina.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Resultados do Sistema de Avaliação Escolar são debatidos em Tarauacá e Feijó

Secretário Marco Brandão destaca importância do diálogo com os profissionais (Foto: Stalin Melo)
O secretário de Estado de Educação e Esporte (SEE), Marco Brandão, foi até aos municípios de Tarauacá e Feijó esta semana para debater com professores, gestores e coordenadores escolares os resultados da avaliação do Sistema Estadual de Avaliação de Aprendizagem Escolar (Seape), realizada no final do ano passado.

O Seape é uma avaliação interna e serve para que os gestores possam organizar e planejar o trabalho pedagógico que é realizado ao longo do ano letivo. Marco Brandão está percorrendo os municípios conversando com a comunidade escolar, destacando a importância do diálogo.

Estamos discutindo os resultados da nossa última avaliação interna para mostrar os resultados do trabalho que estamos realizando, mostrar o nosso crescimento nos indicadores, mas apontar também os desafios para garantir uma educação de qualidade”, afirmou o secretário.

Esse diálogo com a comunidade escolar já foi realizado em Sena Madureira, em Plácido de Castro, que reuniu também os profissionais de Acrelândia, em Cruzeiro do Sul, em Mâncio Lima e agora em Tarauacá e Feijó.

A coordenadora do núcleo da SEE em Tarauacá, professora Francisca Aragão, ressalta que o diagnóstico, que é repassado às escolas, mostra o caminho que a Educação tem pela frente. “Essa avaliação nos ajuda a conhecer o aluno, a conhecer o professor e nos ajuda também ao longo de todo o ano letivo”, disse.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

quarta-feira, 15 de março de 2017

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO APRESENTA RESULTADOS DO SEAPE EM TARAUACÁ


O Secretário Estadual de Educação, Professor Marcos Brandão, esteve em Tarauacá na manhã desta terça feira, onde na oportunidade se reuniu com gestores e professores das redes estadual e municipal de ensino, para apresentação dos resultados do Sistema Estadual de Avaliação da Aprendizagem Escolar (SEAPE).

O encontro aconteceu no CEDUP e contou com a participação do Secretário municipal de Educação professor Rosenior Arsênio e da Coordenadora do Núcleo Estadual de Educação Professora Francisca Aragão. 

O Seape analisa a evolução da qualidade do ensino que está sendo ofertado nas escolas públicas. Os resultados mostram as habilidades dos alunos da educação básica nas áreas de língua portuguesa e matemática.



O Seape nos proporciona melhor conhecimento do nosso aluno e das dificuldades apresentadas por nossos professores.  Por isso é fundamental avaliar o resultado individual de cada um, para então criarmos os mecanismos de apoio que nos mostram um novo caminho que facilite a aprendizagem dos estudantes”, explica o coordenadora núcleo de educação de Tarauacá, Professor Francisca Aragão.



Marco Brandão ressaltou que o sistema avalia a proficiência dos estudantes, escola por escola, em duas áreas do conhecimento, mas isso não pode se tornar um instrumento de disputa entre instituições. Ter em mãos o diagnóstico das escolas no início do ano é o primeiro passo para a melhoria do ensino, porque dá tempo de identificar os resultados negativos e trabalhá-los. "A avaliação é de extrema importância para garantirmos a elevação do s  índices da nossa educação e garantir o Acesso, a permanência e a qualidade da educação que estamos oferecendo aos nossos estudantes", disse o Secretário. 

O Seape avalia o desempenho anual dos alunos dos 3º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e 3º do médio e indica se está no nível abaixo do básico, no básico, no adequado ou avançado.