sexta-feira, 6 de julho de 2018

Governo tira Agência de Notícias do ar a partir deste sábado


A agência Notícias do Acre, principal fonte oficial de informações do governo do Estado, sairá do ar a partir deste sábado, 7 de julho.

A medida foi adotada em respeito à legislação eleitoral, cujo calendário estabelece a partir desta data a vedação às publicações institucionais, considerando o prazo de três meses que antecede as Eleições 2018.

O procurador-geral em exercício do Estado do Acre, Leonardo Cesário, explica a recomendação feita também pela PGE.

“A lei 9.504, conhecida como lei das eleições, determina no artigo 73, inciso VI alínea b, que é vedada a propaganda de produtos e serviços pelo governo e órgãos públicos qualquer tipo de publicidade. Em razão da previsão deste artigo, a PGE tem orientado o governo do Estado a tirar do ar todos os sites que fazem a publicidade institucional, orientando apenas a publicidade relacionada aos atos de governo, como editais de concursos, editais de licitação, portarias e atos semelhantes”, esclarece o procurador.

As mudanças se aplicam também às redes sociais. Portanto, as páginas da agência Notícias do Acre nesses ambientes digitais ficarão suspensas temporariamente.

A secretária de Comunicação do Acre, Andréa Zílio, explica que a mudança é passageira.

“Respeitando a legislação eleitoral estamos tirando o site da agência Notícias do Acre do ar, mas continuaremos com todo o trabalho de assessoria de imprensa do governo, seja no atendimento a imprensa, na prestação de contas com o cidadão com a divulgação das ações de governo, por meio das entrevistas e reportagens e demais atividades”, explica a secretária.

Andréa Zílio completa: “Pedimos a compreensão de todos que acompanham esse trabalho no site. Assim que terminar o processo eleitoral, o portal e as redes sociais da Notícias do Acre voltarão a ser alimentadas”.

A jornalista Djahnaine Oliveira acessa a Agência todos os dias em busca das boas notícias do Acre. Para ela, o site é um grande aliado no cotidiano jornalístico. “A agência de notícias é importante, porque é um elo entre nós, da Difusora, e os demais veículos da rede pública de comunicação. Ela nos norteia diariamente nas matérias que fazemos, que são de suma relevância para a sociedade e nos dá a oportunidade de estar por dentro das grandes ações de governo, para levar informações ao nosso ouvinte”, conta Djahnaine.

Sobre a Notícias do Acre

A Agência de Notícias do Acre foi criada em setembro de 2007, de forma experimental, funcionando efetivamente a partir de novembro do mesmo ano.

O site é parte de um conglomerado que engloba o Sistema Público de Comunicação do Estado que inclui a TV Aldeia, a Rádio Aldeia FM, a Rádio AM Difusora Acreana, a Assessoria de Imprensa do governo do Estado, a Secretaria de Comunicação e a Agência de Notícias do Governo.

O site foi elaborado após análise de outras agências, entre elas, a Agência Brasil, e foi desenvolvido com o objetivo de ser um portal de entrada sobre as boas notícias do Acre, moderno, de fácil navegação e acessível.

Secom/Ac

PROFESSORA FRANCISCA ARAGÃO FALA DE GRATIDÃO NO ENCERRAMENTO DE ENCONTRO DA SEE


A professora Francisca Aragão Leite Coordenado Estadual de Educação no município de Tarauacá participou em Rio Branco de um encontro promovido pela SEE com os coordenadores de todos os municípios do Acre, para debater o planejamento das ações que serão realizadas no segundo semestre do ano letivo de 2018. Participam do encontro representantes das diretorias de Gestão, Inovação e Ensino, já que entre os objetivos estão os ajustes das ações de 2018, além de orientações que estão sendo repassadas pelas diretorias para ajudar e facilitar o trabalho dos coordenadores em cada município.


Também foi pauta de debate com os coordenadores de núcleos a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em nosso Estado, bem como os esforços do governo para levar a qualidade do ensino para todos os municípios e para as localidades mais distantes, além da climatização, política de diálogo com a comunidade, ações das escolas militares e das escolas integrais também estão na pauta dos debates entre os representantes da SEE e os coordenadores dos núcleos.


No encerramento a professora Francisca falou de gratidão. "A gratidão desbloqueia a abundância da vida. Ela torna o que temos em suficiente, e mais. Ela torna a negação em aceitação, caos em ordem, confusão em claridade. Ela pode transformar uma refeição em um banquete, uma casa em um lar, um estranho em um amigo. A gratidão dá sentido ao nosso passado, traz paz para o hoje e cria uma visão para o amanhãComo é bom encontrar cada um de vocês. Pessoas especial que Deus nos deu a oportunidade de conhecer", disse.

Assessoria de Comunicação
Núcleo de Tarauacá

quinta-feira, 5 de julho de 2018

ARRAIAL DA IGREJA CATÓLICA ACONTECE NESTE SÁBADO


A Comunidade Católica de Tarauacá, vai realizar um grande arraial neste sábado, 7 de julho, às 19 horas, em frente a Igreja São José.

Na programação, A grande quadrilha, brinquedos para as crianças e uma praça de alimentação com comidas típicas pato, galinha caipira, mugunzá, bolos, salgadinhos muito mais.

Governo entrega novo espaço do Ensino Especial do Acre

Buscando melhorar ainda mais a qualidade do Ensino Especial no Acre, o governador Tião Viana entregou nesta quarta-feira, 4, dois novos espaços do Núcleo Estadual de Tecnologia Assistiva (Neta). Agora, o órgão, que antes era composto apenas pelo Dom Bosco, que atende alunos com deficiência, concentra em um único espaço também o Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual no Acre (CAPDV) e o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades e Superdotação (NAAH/S), responsável pela identificação e acompanhamento de alunos da rede pública com algum talento acima da média.

O empreendimento faz parte de uma série de investimentos feitos em todas as áreas da educação pública acreana pela gestão (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Durante a solenidade de inauguração, Tião Viana destacou que o órgão é uma iniciativa inovadora e pioneira na área do ensino especial não só da Amazônia, mas de todo o país. “Hoje temos mais de nove mil e duzentas crianças cuidadas pelo ensino especial. Isso significa para nós um investimento de mais de R$ 7 milhões por ano. Não tem nenhuma experiência no Brasil afora que faça o esforço que estamos fazendo. Hoje é um ambiente mais lindo, mais digno e mais humano”, destacou.

O empreendimento faz parte de uma série de investimentos feitos em todas as áreas da educação pública acreana pela gestão estatal.

Unificação de serviços

A coordenadora da Educação Especial da Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), Úrsula Maia, disse que o novo espaço vai unificar os serviços ofertados à população acreana.

“A grande característica do Neta é a centralização dos serviços existentes nos Centros de Apoios, favorecendo, assim, a interlocução entre as ações e o acesso aos serviços, promovendo mais agilidade e maior qualidade no atendimento prestado à sociedade”, ressalta.

Para construir essa terceira etapa do estabelecimento, foram investidos R$ 3.255.561,83. Desse montante, R$ 1.857.042,74 é fruto de emenda do deputado federal Sibá Machado. Na ocasião, o parlamentar disse que o empenho é uma forma de alavancar os atendimentos do ensino especial amazônico.

“Desde 2012, a equipe sonhava com um espaço integrado. Então conseguimos, com muito esforço, ampliá-lo. Hoje estamos celebrando essa conquista que é de toda a população acreana, porque vai melhorar o atendimento não só dos alunos, mas de toda a sociedade que precisa desses espaços”, salientou.

Os estabelecimentos atendem desde estudantes da rede pública à população em geral. O secretário de Obras do Estado, Átila Pinheiro, responsável pela execução do novo projeto, ressaltou: “O Neta é um espaço inovador e foi planejado e construído respeitando as normas e os padrões técnicos de acessibilidades exigidos para cada tipo de necessidade”.

Mais inclusão

Atualmente, dos 5.903 alunos da rede pública, 3.788 foram matriculados no Atendimento Educacional Especializado (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Na prática, o Neta vai contribuir com o processo de inclusão iniciado em 2008 na região. Que o diga Rosângela Silva, mãe de Arthur Gabriel, que tem síndrome de Down. Hoje, o pequeno, com cinco anos de idade, e desde os primeiros dias de vida é atendido pelo Dom Bosco – um dos centros do órgão.

“Comecei a vir para cá bem cedo mesmo. Com 15 dias de vida ele já estava sendo atendido aqui na estimulação e nas terapias. Sempre achei muito importante, porque, além do atendimento dele, até a gente mesmo é ajudado, porque quando a criança nasce com necessidade dá um pânico, e aqui eles nos ajudam e ensinam como devemos cuidar. É um amparo”, conta.

Atualmente, dos 5.903 alunos da rede pública, 3.788 foram matriculados no Atendimento Educacional Especializado (AEE), em um amplo e pioneiro programa de educação inclusiva. Em 1999, apenas 34 pessoas deficiência estudavam no ensino regular. Atualmente, o panorama é diferente. Segundo levantamento do Instituto Nacional de Pesquisa Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com o Inep, o Acre desponta na frente dos estados brasileiros quando o assunto é inclusão de estudantes que necessitam de AEE. Enquanto a média atendida em nível nacional é de 44,1%, o Acre alcançou 64% desse público, que está na faixa etária de 4 a 17 anos. Na prática, o índice mostra que esta região amazônica vive um dos maiores processos de inclusão educacional do país.

Secom/Acre

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Professora Francisca Aragão participa de planejamento estratégico da educação para o segundo semestre

Professora Rosária Solon, diretora de Gestão, dialogando com coordenadores dos núcleos. Foto: Stalin Melo

A professora Francisca Aragão Leite do município de Tarauacá e mais todos os Coordenadores de Núcleo da Secretaria de Educação e Esporte (SEE) dos vinte e um municípios acreanos, estão reunidos esta semana em Rio Branco para debater e realizar as ações e o planejamento estratégico da Secretaria para o segundo semestre letivo.

Participam do encontro representantes das diretorias de Gestão, Inovação e Ensino, já que entre os objetivos estão os ajustes das ações de 2018, além de orientações que estão sendo repassadas pelas diretorias para ajudar e facilitar o trabalho dos coordenadores em cada município.

A abertura foi realizada pelo secretário Marco Brandão, que fez questão de destacar os avanços que a Educação tem tido até aqui e os desafios que ainda precisam ser enfrentados. Lembrou das boas experiências com a implantação das escolas de tempo integral e também dos colégios militares.

“A Educação em nosso Estado tem tido um crescimento contínuo e isso pode ser verificado a partir dos números dos últimos anos no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), bem como a redução da evasão e repetência em nossas escolas”, afirmou.

Também está sendo debatido com os coordenadores de núcleos a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em nosso Estado, bem como os esforços do governo para levar a qualidade do ensino para todos os municípios e para as localidades mais distantes.

Foi exatamente isso que lembrou a diretora de Gestão da SEE, professora Rosária Solon. “Estamos fortalecendo as ações dos núcleos em todos os municípios do interior porque o governo, por meio de ações e investimentos, chega às localidades mais distantes”, destacou.

Climatização, política de diálogo com a comunidade, ações das escolas militares e das escolas integrais também estão na pauta dos debates entre os representantes da SEE e os coordenadores dos núcleos.

Assessoria SEE.

Caminhada Pela Paz mobiliza cerca de 60 mil pessoas no Acre

Na capital, 42 escolas participaram do ato (Foto: Eduardo Gomes/SEE)
Secom/Acre - O encerramento da 6ª Semana Estadual Sobre Drogas ficou por conta da tradicional caminhada, que percorreu as ruas da capital e do interior do estado na manhã desta sexta-feira, 29, buscando alertar a população quanto ao combate do uso das drogas e da violência entre os jovens. O evento reuniu alunos, professores e a comunidade, num ato que mobilizou aproximadamente 60 mil pessoas em todo o Acre.

A Caminhada Pela Paz atraiu participantes em oito pontos da capital, abrangendo escolas de todas as regionais da cidade. Na região central, a concentração foi na Praça da Revolução e seguiu rumo ao Palácio Rio Branco. “A caminhada gerou uma grande mobilização em todo o estado. Em Rio Branco, nos reunimos na Baixada da Sobral, no São Francisco, Calafate, Cidade do Povo, Tancredo Neves, Manoel Julião e no Tucumã. Todos participando e lutando pela paz”, conta uma das integrantes da coordenação da Caminhada Pela Paz, disse Alyne Brandão, da Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE).

Autoridades públicas e religiosas também participaram do ato de conscientização. Para o senador da República Jorge Viana, a caminhada facilita a união dos jovens em prol da garantia de um futuro promissor. “O envolvimento com as drogas, aparentemente, pode parecer inofensivo, mas depois o resultado é terrível, destruidor para famílias, amigos, pois perdemos muita gente. É uma coisa linda ver os jovens irem às ruas para dizer não às drogas e à violência, buscando um mundo de paz”, disse.

Estudantes de Rio Branco e interior foram às ruas (Foto: Eduardo Gomes/SEE)
Conforme o deputado federal Léo de Brito, não há dúvidas de que a união da juventude com as instituições governamentais é necessária para combater as drogas e a violência. “Dessa maneira podemos fazer um bom combate, fortalecendo laços e construindo um projeto de vida. Esse é um momento especial para a sociedade acreana”.

Atuando na educação há 27 anos, a gestora da Escola Almada Brito, Ana Rosa Barbosa, classifica a caminhada como positiva para a juventude. “Ações como essa refletem de forma satisfatória, tendo em vista que o mundo pede paz. Nós moramos em uma área delicada, nossos jovens pedem e precisam dela [paz]. E isso está em nossas mãos”, comenta.
Caminhada Pela Paz com estudantes do Calafate (Foto: Dayana Soares/SEE)
Stefanny Maira, 14 anos, é aluna do 9º ano da escola Marilda Gouveia Viana. Ela lembra que a forma como a sociedade tem perdido os jovens é algo triste e que precisa de uma solução.

“Muitos jovens estão morrendo, usando drogas e entrando na criminalidade. E não é isso que deveremos ter para o nosso futuro. Precisamos viver em harmonia e saber conviver uns com os outros, apesar das nossas diferenças e atividades assim serve para ajudar os alunos”, disse.

Um dos pontos percorreu o centro de Rio Branco (Foto: Eduardo Gomes/SEE)
Semana Estadual Sobre Drogas

A campanha de 2018 começou no dia 25 deste mês e realizou uma série de atividades, numa programação que durou cinco dias. Exposições de arte, palestras, apresentações culturais, mostra de curtas-metragens sobre a temática e roda de conversa com os familiares do alunos fizeram parte da semana nas escolas.

A ação tem o objetivo de agir de forma conjunta com os órgãos governamentais e envolveu 42 escolas em Rio Branco. As instituições se dividiram de acordo com a área de zoneamento.



terça-feira, 3 de julho de 2018

Governo oferece complementação alimentar em escolas públicas por meio do PAA

Programa de Aquisição de Alimentos complementa a merenda escolar na rede pública de ensino (Foto: Kenedy Santos)

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é desenvolvido pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), no fortalecimento das políticas públicas de incentivo à agricultura familiar e de valorização do trabalho do homem do campo.

Para isso, o Estado utiliza mecanismos de comercialização que favorecem a aquisição direta de produtos de agricultores familiares ou de suas organizações, estimulando o processo de agregação de valor à produção. Atualmente, cerca de 660 famílias e 93 entidades são beneficiadas por meio do programa, com investimentos que ultrapassam R$ 1,3 milhão.

Hortifrútis e verduras são comprados diretamente do produtor e distribuídos nas instituições e escolas públicas. A Escola Dom Pedro II, localizada na Baixada da Sobral, é uma das contempladas para complementar a merenda escolar a partir dos produtos que fortalecem uma alimentação saudável.
Na escola, cerca de 500 alunos são atendidos em dois turnos. Alguns oriundos de famílias de baixa renda, beneficiárias de programas sociais do governo, um dos pré-requisitos para se inserir no programa. De acordo com a gestora do Dom Pedro II, Janete Bezerra, os produtos complementam a alimentação oferecida durante o lanche.

“Recebemos semanalmente os produtos que enriquecem a alimentação dos alunos. São alimentos aos quais muitos deles não têm acesso em casa. Eles mesmos já perguntam se durante o lanche haverá o alimento especial. É muito gratificante poder proporcionar para essas crianças uma alimentação saudável, pois contribui para o desenvolvimento deles”, disse a gestora.

Para a professora Sônia Dias é notória a alegria dos alunos em poder consumir as frutas adquiridas pelo programa, o que ajuda no desenvolvimento educacional de cada um, uma vez que, bem alimentados, eles ficam com maior disposição para as atividades diárias.

“Acreditamos na importância da alimentação saudável na escola. A gente observa maior disposição das crianças após o lanche. É um ponto positivo para a escola poder oferecer uma alimentação de qualidade. Após o lanche, os alunos ficam mais espertos e conseguem melhores resultados na aprendizagem”, destacou a educadora.

O pequeno Igor Delon afirma que as frutas o deixam com mais resistência. “Eu gosto de tudo porque fico mais forte, igual o super-homem.”
Como funciona o PAA

Parte dos alimentos é adquirida pelo governo diretamente dos agricultores familiares, assentados da reforma agrária, comunidades indígenas e demais povos e comunidades tradicionais, para a formação de estoques estratégicos e distribuição à população em maior vulnerabilidade social.

Os produtos são destinados a entidades da rede socioassistencial, restaurantes populares e escolas públicas.

Secom/Acre

EQUIPE DO QUERO LER REALIZA MAIS UMA FORMAÇÃO PARA PROFESSORES ALFABETIZADORES


A equipe do programa Quero Ler em Tarauacá, realizou a atividade de Formação Inicial da IV etapa do ano de 2018 para professores alfabetizadores das Zona Urbana e Rural.


O objetivo da ação pedagógica é refletir a importância da participação dos alfabetizadores na formação inicial e continuada, bem como incentivar o trabalho, possibilitar a compreensão do planejamento como instrumento útil para orientar a prática pedagógica e a utilização dos materiais diversificados.







Assessoria de Comunicação
Nucleo Tarauacá