segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

NOTICIAS DO "QUERO LER"


ENTREVISTA

O coordenador Professor Francisco "Moço" foi entrevistado por um grupo de alunos do Curso de Pedagogia (PARFOR) para falar sobre sua formação acadêmica, contribuição na Educação e o PARFOR. "Estou agradecendo aos alunos pela oportunidade, pois, será sempre um privilégio contribuir com a Educação. Isso passa também por uma boa formação inicial e excelente formação continuada. Avante turma boa do PARFOR", declarou Moço. 


REFORÇO NO QUERO LER
Após contribuírem por 4 anos na educação municipal exercendo funções de Diretora de Ensino e Coordenadora do PNAIC a dupla Marisete e Neide inicia novo desafio profissional. dessa vez, no Programa de Alfabetização do Governo do Estado "Quero Ler". Bem vindas grandes educadoras.


QUERO LER NA COMUNIDADE PUPUNHA 

O coordenador do "Quero Ler" Francisco 'Moço" foi até a comunidade Pupunha, Rio Tauari, participar da festa de confraternização organizada pela professora Mocilda com a presença dos alunos e da comunidade.


 "Foi uma bela recepção com a brincadeira do amigo oculto, almoço e bolo. Sensação de comunidade satisfeita com a professora e o Programa. Todos estão aprendendo" disse Moço. tudo aconteceu na região da Escola Pedro Zumba - Anexo V. 


QUERO LER NA COMUNIDADE DO BÔTO

Acompanhamento Pedagógico/Administrativo na turma da professora Jocilene do Programa de Alfabetização Quero Ler na BR 364, comunidade do Boto - Colônia Tábua.


Ponte do Rio Gregório, Vila São Vicente rumo à sala do Quero Ler no Projeto Taquari, Colônia Tábua Lascada. Coordenador Moço e Professor Assis.


Visita ao professor do Quero Ler Enivânio na BR 364, sentido Tarauacá/Feijó, KM 18. Muita chuva, mesmo assim os alunos estavam presentes.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Governo estadual prorroga prazo de validade de processos seletivos simplificados para cargo de professor

Por meio de editais, publicados na edição desta quinta-feira, 19, do Diário Oficial do Estado, as Secretarias de Educação (SEE) e da Gestão Administrativa (SGA) prorrogaram o prazo de validade dos Processos Seletivos Simplificados para provimento de vagas temporárias para o cargo de Professor do Programa de Aceleração da Aprendizagem do Ensino Médio (PEEM) e do Programa Educacional Asas da Florestania, ambos da Secretaria de Estado de Educação e Esporte.

Segundo os documentos, assinados pelos secretários Marco Antônio Brandão Lopes (SEE) e José Andrias Sarquis (SGA, em exercício), os dois processos seletivos serão prorrogados por mais dois anos, a contar de 22 de janeiro de 2017.

Nas disposições finais dos dois editais, os candidatos poderão obter informações referentes aos respectivos processos seletivos junto à Secretaria de Estado de Educação e Esporte, no telefone (68) 3213-2331, e também na Secretaria de Estado da Gestão Administrativa, por meio do telefone (68) 3215-4031, das 8h às 12h ou das 14h às 18h ou por meio do endereço eletrônico: concursos.sga@ac.gov.br.

Educação oferece formação pedagógica e de gestão a profissionais indígenas

Cerca de 200 professores indígenas foram qualificados pelo governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação e Esporte (SEE), desde dezembro de 2016. Participaram da formação educadores das etnias kaxinawa, yawanawa, katukina e shanenawa.

A qualificação se deu em nível de magistério e teve como objetivo a preparação de docentes e de gestores escolares.

A atividade incluiu ainda a formação de pessoas idosas, conhecidas por “sabedores” tradicionais das aldeias, que também contribuem na formação dos mais jovens.

Segundo a Coordenação de Educação Indígena da SEE, com o fortalecimento da educação nas aldeias houve a necessidade de preparar o indígena para administrar o ensino em sua região, já que a quantidade de alunos tem sido cada vez maior. Em 2016, eles eram 5,8 mil.

“A capacitação deixa o docente mais seguro e reflete positivamente nas comunidades, fortalecendo o ensino e reduzindo a evasão escolar”, frisa Paulo Roberto, coordenador da Educação Indígena.

A coordenação de Educação Indígena tem como principal objetivo subsidiar o professor nas aldeias, melhorando a qualidade do ensino. Também valoriza a língua materna indígena, preservando suas identidades e assegurando o ensino de qualidade às novas gerações.

Fonte: Agência de Noticias do Acre

domingo, 15 de janeiro de 2017

Quero Ler abre matrículas para novas turmas de 2017

A Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), por meio da Subsecretaria de Alfabetização, está com as matrículas abertas para a formação de novas turmas do Programa Quero Ler, primeira etapa de 2017. As inscrições devem ser feitas diretamente com os professores até o dia 24 de janeiro.

De acordo com a professora Augusta Rosas, coordenadora do programa, nesta nova etapa serão atendidos em torno de oito mil alunos. A meta do governo do Acre é chegar a 50 mil até o fim de 2018.

Quem tiver dúvidas sobre as matrículas pode procurar o Quero Ler, localizado no Centro de Referências de Inovações Educacionais (CRIE – antigo Mirashopping), as secretarias das escolas estaduais ou os núcleos da SEE no interior. As aulas começam em fevereiro.

No ano passado, o Quero Ler chegou a quatro municípios (Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Feijó). Agora, chegará a mais quatro (Brasileia, Xapuri, Epitaciolândia e Sena Madureira).

A partir de março, com a abertura de 1.022 turmas, o programa chegará aos 22 municípios acreanos, atingindo mais 12 mil n

Cada etapa do programa tem uma duração de cinco meses, com três horas/aulas por dia, perfazendo um total de 300 horas/aulas.

A partir daí, explica a coordenadora, o aluno está apto a ingressar na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), onde é matriculado para dar continuidade aos estudos.

“O aluno sai com o domínio da escrita e da leitura, pronto para ingressar na EJA. Um dos principais objetivos do programa é trabalhar a autoestima dos alunos, além, claro, de erradicar o analfabetismo em nosso estado”, explica a professora Augusta Rosas.

E para que isso possa se tornar uma realidade, o governo do Estado busca parcerias, sobretudo com as entidades e com os novos gestores que acabaram de assumir as prefeituras. “Buscamos o diálogo para que possamos concluir o programa, em 2018, com muito sucesso”, disse.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

COORDENADORA DO NÚCLEO DE EDUCAÇÃO PARTICIPA DE DEBATE SOBRE INTERIORIZAÇÃO DA UFAZ


A professora Francisca Aragão, Coordenadora do Núcleo Estadual de Educação, participou na noite desta quinta feira, 12 de janeiro,  de um encontro com a participação da sociedade civil e poderes públicos, sobre a criação de um conselho representativo que vai iniciar a luta pela implantação do campus da UFAC na divisa entre os município de Tarauacá e Feijó.


A reunião foi articulada pelo gabinete do Deputado Estadual Moisés Diniz e contou com a presença da prefeita, vereadores, secretário municipal de educação, gestores escolares, sindicalistas, líderes comunitários e estudantes.


Em sua fala a professor Francisca agradeceu ao Deputado Moisés pela iniciativa, elogiou os jovens estudantes presentes no local e disse que todos podem contar com sua ajuda nesse movimento justo. "Agradeço ao deputado Moisés pela iniciativa em dar continuidade a essa luta que vem desde o tempo do Reitor Sansão Ribeiro e que agora se fortalece na gestão do Professor Minouro Kimpara. Devemos nos unir em torno dessa luta que resultará em grandes oportunidades para nossos jovens", disse. 

Fotos: Vitório Silva

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

CONVITE DO PROGRAMA QUERO LER

Convidamos os professores do Programa 'Quero Ler' da primeira convocação, para comparecerem ao Núcleo Estadual de Educação até a próxima sexta feira, 13 de janeiro.

Agradece 

Francisco da Silva de Souza
Coordenador do 'Quero Ler'

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

ACRE: Governo inicia distribuição de vacinas contra HPV para meninos

Núbia Moreira afirmou que municípios já dispõem de vacina contra o HPV (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)
AGÊNCIA ACRE -O Acre tem a meta de imunizar ao menos 19 mil meninos, com idade entre 12 e 13 anos, contra o HPV, de acordo com informe do Ministério da Saúde.

Para isso, a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) iniciou nesta semana a distribuição, para os municípios, de vacinas contra a doenças.

Núbia Moreira, enfermeira da Equipe Técnica do Programa Nacional de Imunização (PNI) no Acre, ressaltou nesta terça-feira, 10, que os postos de saúde dos municípios já dispõem das vacinas, tendo em vista que é a mesma aplicada em meninas.

Estamos enviando mais doses para assegurar que todos os municípios estejam abastecidos, mas essa é uma vacina que faz parte do esquema vacinal, ou seja, deve constar sempre nas unidades”, destacou a enfermeira.

A imunização será feita em duas etapas, sendo a segunda dose administrada seis meses após a primeira. “Os pais devem levar os filhos à unidade básica de saúde mais próxima de sua casa, portando a carteira de vacinação para que o garoto seja imunizado”, explica Núbia Moreira.

A enfermeira destaca que a imunização contra o HPV por meio da vacina evita doenças como o câncer de pênis, garganta e ânus.

O Ministério da Saúde anunciou que a faixa etária obrigatória para a vacinação será ampliada, gradativamente, até 2020, permitindo assim a inclusão de meninos com 9 anos até 13 anos, com o objetivo de proteger as crianças antes do início da vida sexual – portanto, antes do contato com o vírus.

PROFESSORA FRANCISCA ARAGÃO RECEBE NOVO SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO



Na manhã desta terça feira (10), a Coordenadora do Núcleo Estadual de Educação, Professora Francisca Aragão, recebeu em seu gabinete e teve a oportunidade de conhecer o novo Secretário Municipal de Educação, Professor Rosenir Arcênio. Os dois tiveram uma conversa inicial sobre a necessidade de manutenção e ampliação das parcerias entre os setores, pensado sempre na melhoria dos índices da educação no município de Tarauacá. 

A Professora Francisca Aragão,avaliou como positiva a conversa e falou da importância de Estado e Município trabalharem juntos na educação do município e disse que a parceira é de fundamental importância para o ensino do município. “Município e Estado precisam caminhar juntos. Sempre tendo em mente que quando trabalhamos na educação, temos a certeza que estamos plantando uma pequena semente e colhermos bons frutos, ou seja, uma boa qualidade de ensino no âmbito do município", disse. A coordenadora apresentou ao secretário o calendário do ano letivo 2017 do ensino fundamental da rede estadual de ensino. Na rede estadual de ensino, o ano letivo está previsto para iniciar dia 20 de fevereiro.

Com informações da Assessoria
Tarauacá