sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Brasil evoluiu, mas ainda é o 53º lugar em capacidade de leitura no mundo

O Pisa - Programa Internacional de Avaliação de Alunos – projeto desenvolvido pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, entidade sediada na França, anunciou que o Brasil ficou em 53º lugar na prova que avalia a capacidade de leitura dos estudantes brasileiros de até 15 anos de idade. Foram avaliados diversos aspectos na leitura, como a capacidade de reflexão, avaliação e interpretação dos alunos, entre outros pontos.

O exame é aplicado a cada três anos e mede o desempenho de estudantes em 65 países. Além da leitura, o Pisa também avaliou as habilidades dos estudantes em matemática e ciências.

Os alunos brasileiros ficaram em 53º em ciências e leitura (superando Argentina, Panamá e Peru na América Latina, mas atrás de Chile, Uruguai, México e Colômbia) e em 57º em matemática.

No ranking geral dos países avaliados na América Latina, o Brasil fica à frente de Argentina e Colômbia, mas aparece 19 pontos atrás do México (49º), 26 pontos do Uruguai (47º) e 38 do Chile (45º). Vinte mil estudantes brasileiros nascidos em 1993 responderam às provas de leitura, matemática e ciências.

Apesar da posição ruim, entre todos os países avaliados, o Brasil foi um dos três que tiveram a maior evolução na qualidade da educação. Entre os exames do Pisa de 2000 e 2009, o país subiu 33 pontos. Apenas Chile, que subiu 37 pontos, e Luxemburgo, que subiu 38, apresentaram crescimento maior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário