quarta-feira, 27 de abril de 2011

Reunião com a Equipe Gestora para divulgação do resultado do SEAPE 2010


No dia 26 de abril de 2011 (ontem), às 8:30h realizou-se, no auditório da Esc. Ens. Médio Dr. Djalma Batista, uma reunião com a Coordenadora Geral do Núcleo de Educação de Tarauacá, Profª. Francisca Aragão Leite, a presença da Equipe Gestora das Unidades de Ensino e a Equipe Pedagógica do Núcleo para discutir o resultado do SEAPE 2010 e as ações a serem realizadas para superação das dificuldades que foram detectadas.


PAUTA DA REUNIÃO COM EQUIPE PEDAGÓGICA DO NÚCLEO DE ENSINO E EQUIPE GESTORA
• Acolhimento;
• Informações gerais;
• Confirmar a agenda da formação do ABAPORU (agenda em anexo);
• Discutir o documento sobre Pacto pela Educação;
• Prêmio de Gestão – lançamento no vale do Acre dia 27 de abril, a equipe gestora deve incorporar o prêmio gestão como uma auto avaliação do trabalho desenvolvido pela escola – deve ser visto como um reconhecimento das boas práticas pedagógicas;
• Solicitar o fechamento do PDE, Plano Pedagógico e resposta da carta da Diretoria de Ensino;
• Gestor deve pactuar com professores, alunos e família as ações das escolas produzindo o PDE e ajustando-o a realidade da escola, sempre pautada nos resultados das avaliações;
• Ações de combate a infrequencia dos alunos;
• Alunos abaixo do básico (acompanhamento sistemático - em maio as escolas devem receber o caderno com a relação desses alunos);
• Olhar os alunos conhecendo-os pelas suas fragilidades e habilidades;
• Ensinar matemática visando aproximar o ensino da realidade do aluno;
• O GESTOR é um técnico – deve ter visão de registrar e controlar o desenvolvimento do ensino aprendizagem;
• Senso Escolar – até agosto (ler ofício com termo de compromisso);
• Instrução que normatizou o horário das escolas;
• Ofício sobre a VDP;
• Ofício sobre as aulas excedentes;
• Ofício nº 05 que fala do Art. 37 da Constituição Federal;
• Proposta de trabalho para superação do resultado SEAPE:
*Oficina sobre o nivelamento;
*Formadoras e coordenadoras presentes nas escolas, cronograma de planejamento semanal com relatório dos itens desenvolvidos com a Coordenação de Ensino, Coordenação Pedagógica e docente;
*Estudo da Matriz de Referência- SEAPE: temas e seus descritores (projeto desenvolvido pelos (as) formadores (as) Gestar II, Profling e Profmat), público alvo neste primeiro momento: coordenadores de ensino e coordenadores pedagógicos.
Obs. Não julgar tudo o que foi discutido como cobrança excessiva, queremos um trabalho de parceria com as escolas, por isso estamos colocando toda a equipe mais uma vez a disposição das necessidades das escolas (solicitar a presença da equipe através de ofício ou de maneira informal via e-mail ou telefone do Núcleo).
- Analise dos resultados SEAPE
Agradecimentos finais

Confira as 20 metas:




Meta 1: Universalizar, até 2016, o atendimento escolar da população de 4 e 5 anos, e ampliar, até 2020, a oferta de educação infantil de forma a atender a 50% da população de até 3 anos.


Meta 2: Criar mecanismos para o acompanhamento individual de cada estudante do ensino fundamental.


Meta 3: Universalizar, até 2016, o atendimento escolar para toda a população de 15 a 17 anos e elevar, até 2020, a taxa líquida de matrículas no ensino médio para 85%, nesta faixa etária.


Meta 4: Universalizar, para a população de 4 a 17 anos, o atendimento escolar aos estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação na rede regular de ensino.


Meta 5: Alfabetizar todas as crianças até, no máximo, os 8 anos de idade.


Meta 6: Oferecer educação em tempo integral em 50% das escolas públicas de educação básica.


Meta 7: Atingir as médias nacionais para o Ideb já previstas no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE)


Meta 8: Elevar a escolaridade média da população de 18 a 24 anos de modo a alcançar mínimo de 12 anos de estudo para as populações do campo, da região de menor escolaridade no país e dos 25% mais pobres, bem como igualar a escolaridade média entre negros e não negros, com vistas à redução da desigualdade educacional.


Meta 9: Elevar a taxa de alfabetização da população com 15 anos ou mais para 93,5% até 2015 e erradicar, até 2020, o analfabetismo absoluto e reduzir em 50% a taxa de analfabetismo funcional.


Meta 10: Oferecer, no mínimo, 25% das matrículas de educação de jovens e adultos na forma integrada à educação profissional nos anos finais do ensino fundamental e no ensino médio.


Meta 11: Duplicar as matrículas da educação profissional técnica de nível médio, assegurando a qualidade da oferta.


Meta 12: Elevar a taxa bruta de matrícula na educação superior para 50% e a taxa líquida para 33% da população de 18 a 24 anos, assegurando a qualidade da oferta.


Meta 13: Elevar a qualidade da educação superior pela ampliação da atuação de mestres e doutores nas instituições de educação superior para 75%, no mínimo, do corpo docente em efetivo exercício, sendo, do total, 35% doutores. 7 estratégias.


Meta 14: Elevar gradualmente o número de matrículas na pós-graduação stricto sensu de modo a atingir a titulação anual de 60 mil mestres e 25 mil doutores. 9 estratégias.


Meta 15: Garantir, em regime de colaboração entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os municípios, que todos os professores da educação básica possuam formação específica de nível superior, obtida em curso de licenciatura na área de conhecimento em que atuam.


Meta 16: Formar 50% dos professores da educação básica em nível de pós-graduação lato e stricto sensu, garantir a todos formação continuada em sua área de atuação.


Meta 17: Valorizar o magistério público da educação básica a fim de aproximar o rendimento médio do profissional do magistério com mais de onze anos de escolaridade do rendimento médio dos demais profissionais com escolaridade equivalente.


Meta 18: Assegurar, no prazo de dois anos, a existência de planos de carreira para os profissionais do magistério em todos os sistemas de ensino.


Meta 19: Garantir, mediante lei específica aprovada no âmbito dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, a nomeação comissionada de diretores de escola vinculada a critérios técnicos de mérito e desempenho e à participação da comunidade escolar.


Meta 20: Ampliar progressivamente o investimento público em educação até atingir, no mínimo, o patamar de 7% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário