quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Orientações para elaboração do PDE-interativo


1ª reunião – Análise dos rendimentos do ano anterior, destacando:

a) desempenho - aqui verificam-se as taxas, percebem as séries mais críticas em relação à reprovação, abandono, distorção. Vejam as disciplinas mais críticas.
b) gestão - vejam situações ligadas a gestão. Reflitam: se as taxas estão baixas, se existem vários problemas... Como está o planejamento, as aulas, sempre perguntando, tentando descobrir as causas e os problemas. Será que estamos conseguindo alcançar os resultados que esperamos? Se a resposta for não. Então se pode afirmar que um dos problemas que devem aparecer aqui é exatamente: gestão ineficaz. (veja bem, não estou aqui dizendo que o gestor não é eficiente, não se trata da pessoa. gestão é ADMINISTRAÇÃO, É TODO O CONJUNTO DE PROCESSOS. PORTANTO, SE NÃO ESTÃO 100% É PORQUE A GESTÃO ESTÁ INEFICAZ.
c) qualificação técnica - observe aqui se os profissionais tem habilidades e estão qualificados em gestão.
E por fim, destas situações que vocês encontraram nas letras A, B e C, selecionem quais vocês pretendem atacar. (lembrete: não pense ainda em solucionar os problemas, estamos apenas descobrindo quais são eles).
Neste momento, já deve ser entregue o anexo 1 do instrumento 1 abaixo para que os professores preencham. Oriente-os a pensar nos alunos e o que eles precisam para melhorar. Não dá para escrever qualquer coisa, deve-se pensar realmente em ações que podem dar certo e que tenham sentido. Não importa se esse professor não vai está na escola ano que vem, o que estiver irá dar continuidade.


INSTRUMENTO DO PROFESSOR

ANEXO I DO INSTRUMENTO 1 – Diagnóstico das Dificuldades de Aprendizagem dos Alunos, por Série

Como fazer:
·        O professor identifica as principais dificuldades de aprendizagem apresentadas pelos seus alunos (de cada série e turma). Para cada dificuldade, listar as prováveis causas e as sugestões de ações para superá-las.
·        Este Anexo deverá ser preenchido por cada professor. O professor responderá um formulário específico para cada turma que atua e entregará os formulários respondidos ao Coordenador do PDE.
·        O Grupo de Sistematização do PDE analisará as informações passadas por cada professor da escola, priorizando os problemas mais críticos, suas causas e ações propostas no Quadro 2 da Síntese da Auto-avaliação.
·        As dificuldades identificadas, causas e ações propostas pelos professores subsidiarão a elaboração de Metas e Ações dos Planos de Ação do PDE da escola.


APRENDIZAGEM
DIFICULDADES DOS ALUNOS
PROVAVÉIS CAUSAS DAS DIFICULDADES APRESENTADAS PELOS ALUNOS
SUGESTÕES DE AÇÔES
Defasagem de conteúdo












Leitura e escrita












Operações Matemáticas

















Nome do Professor:
Avaliação dos Alunos da Série:
Turma:                                      


2ª reunião – Preenchimento do instrumento 2

 Após responder todo o instrumento 2, observe o quadro A.  Ele vai mostrar de maneira bem prática, os critérios mais críticos de sua escola. Observem quais os que estão com o percentual mais baixo. São os mais críticos.
Em seguida, no quadro B, observem novamente o instrumento e tirem de cada critério, os 3 requisitos mais críticos, selecionando as características mais críticas. DICA: veja quais os que tem a pontuação mais baixa. Veja também qual característica que sendo atacada soluciona as demais, isso facilita a escolha.
O quadro C, é o resumo do B. NELE VOCÊS SELECIONAM O CRITÉRIO: ENSINO APRENDIZAGEM, RESULTADOS E UM TERCEIRO A SUA ESCOLHA (OBSERVANDO QUAL O MAIS CRÍTICO DELES, O QUADRO A, MOSTRA BEM).
O QUADRO C, NASCE DO B. então é só olhar os critérios que selecionaram aqui no C, e dos 3 requisitos que estavam no quadro B, selecionem apenas dois. Das 3 características que estavam no quadro B, selecionem apenas duas.
A DICA É: O QUE APARECE NO QUADRO B e C SÃO AS SITUAÇÕES INDESEJADAS, OU SEJA, O QUE NÃO VAI BEM NA ESCOLA. PORTANTO, SE APARECE NESSES QUADROS O CURRICULO ARTICULADO, SIGNIFICA QUE ESSE CURRICULO ESTÁ DESARTICULADO. PERCEBE? TENHAM ESSE OLHAR. O QUE MOSTRAM OS QUADROS B e C, SÃO AS SITUAÇÕES INDESEJADAS.
O INSTRUMENTO 3. Observem as fraquezas da escola. Elas são consideradas situações indesejadas também.


3ª reunião – análise do instrumento 1 e 2- síntese

SÍNTESE DA AUTO-AVALIAÇÃO
Peguem as 3 fichas resumo. Olhem tudo que vocês percebem como situação indesejada. Façam uma grande lista delas numa folha de papel.  Em seguida, peguem outra folha e analisem dessas situações, quais são problemas e quais são as causas. Dependendo da situação, há momentos que uma coisa é problema, mas também é causa de outro problema. Certo? Então, quanto mais causas encontrarmos, melhor, pois são elas que vão atacar.
Nessa folha dividam assim:
Problemas
Causas







A principio, a lista de problemas fica grande, depois num segundo olhar, vocês percebem que aquele problema está causando o outro, então, tirem da coluna de problemas e coloquem como causa. Uma dica: vejam logo os problemas de reprovação em quais séries... e o de gestão ineficaz. Vocês logo perceberão que quase todas as situações, são causas de um ou de outro. Muito bem, após o diagnóstico feito, já montada a visão estratégica, é hora de pensar no plano de suporte estratégico. Como selecionar os objetivos? Fácil. Olhem para a síntese da auto-avaliação e vejam os problemas que colocaram e quais critérios eles correspondem.  Exemplos:

Exemplo
Problema
Critério
Objetivo
1.
Alto índice de reprovação no ano----.
Resultados
Melhorar o desempenho dos alunos
2.
Gestão ineficaz
Gestão de processos
Implementar a gestão
3.
Metodologia inadequada
Ensino e aprendizagem
Melhorar as práticas pedagógicas


  4ª reunião – Montagem dos planos de ação.

Pronto, depois de definidos os objetivos (veja como são amplos).
Definam as estratégias e metas.
Os objetivos nos dizem: O QUE VAMOS FAZER.
As estratégias dizem: COMO VAMOS FAZER.
E as metas dizem: QUAL O RESULTADO QUE QUEREMOS ALCANÇAR.
EXEMPLO:
OBJETIVO: O QUE VAMOS FAZER?
RESPOSTA: 1. MELHORAR O DESEMPENHO DOS ALUNOS
ESTRATÉGIAS: COMO VAMOS FAZER?
RESPOSTAS:
1.1 CONCENTRAR ESFORÇOS NAS SÉRIES E DISCIPLINAS CRÍTICAS
1.2 IMPLANTAR METODOLOGIAS INOVADORAS

METAS: QUAIS OS RESULTADOS QUE QUEREMOS ALCANÇAR E QUANDO:
1.1CONCENTRAR ESFORÇOS NAS SÉRIES E DISCIPLINAS CRÍTICAS
Respostas:
1.1.01 – Aumentar o índice de aprovação na série.... de ....% para ....
1.1.02 – Aumentar o índice de aprovação na disciplina .................................... de ....% para ....%
1.1.03 – Diminuir o índice de abandono de ....% para .....% na série......

1.2 IMPLANTAR METODOLOGIAS INOVADORAS

Respostas:
1.2.01 Implementar a proposta pedagógica.
1.2.02 Implantar um sistema de projetos interdisciplinares na escola.

Pronto: a partir daí, cada meta nossa compreenderá um plano de ação para que consigamos os resultados que nossa meta diz que quer alcançar.
Nesse exemplo, temos 5 metas, portanto, seriam 5 planos de ação.
Lembre-se, pensem em TODAS AS AÇÕES NECESSÁRIAS PARA O ALCANCE DAS METAS. APROVEITEM TODO O RECURSO QUE A ESCOLA RECEBE PARA AJUDAR NO ALCANCE DAS METAS.
Querem melhorar o índice de reprovação? Pensem. O que querem fazer?
Capacitar professores?
Implantar projetos? Que materiais precisam para esses projetos?
Fazer um cantinho de leitura? Que matérias precisam pra isso?
Fazer feiras, gincanas, aulas-passeio? O que precisam para isso?
Que materiais precisam para sala de aula? Para melhoras as aulas?
Organizar os processos? Que materiais precisam? Que mobiliários precisam

Nenhum comentário:

Postar um comentário