quarta-feira, 21 de maio de 2014

2º dia de FORMAÇÃO COM OS PROFESSORES DE HISTÓRIA, GEOGRAFIA E CIÊNCIAS DAS ESCOLAS INSTITUTO SÃO JOSÉ, EDMUNDO PINTO E ROSAURA MOURÃO DA ROCHA

          No dia 20-05-2014 foi realizado o 2º dia de formação com os professores de História, Geografia e Ciências, na Escola Instituto São José, às 19 horas, para darmos continuidade à formação iniciada no dia 07-05-2014.
          No 1º encontro vimos alguns conhecimentos teóricos e ontem realizamos vivência com três atividades voltadas para cada área relacionada aos procedimentos de leitura.










1ª VIVÊNCIA- ÁREA DE CIÊNCIAS
Objetivos:
 - Ler para se informar e aprender a estudar;
 - Relacionar as informações novas com os conhecimentos que já possuem;
 - Resolver com a ajuda do professor as dificuldades que encontraram para compreender.
Procedimentos de leitura:
1- Antecipar o que está escrito através de perguntas pelo professor;
2- 1ª leitura -  silenciosa para identificar o tema do texto e numerar os parágrafos
3-2ª leitura – destacar em cada parágrafo  a palavra-chave, as idéias principais e as secundárias, registrando em uma tabela.
4- Após isso, retomar o que foi pensado antes e realizar perguntas orais ou por escrito sobre o texto, observando estrutura e sentidos.

ATIVIDADE DE LEITURA E ESCRITA

1.    O texto que você vai ler foi publicado num jornal escrito, você sabe quais as seções que compõem a estrutura de um jornal?


2.    Que tipo de assunto pode ser publicado na seção Ciência e Meio Ambiente de um jornal?

3.    Qual a sua impressão a respeito dessa imagem?



4.    Você consegue prever do que tratará o texto e como será organizado, tendo como referência o título?

5.    Procedimentos de leitura do texto jornalístico:

·         Fazer a primeira leitura geral para identificar a ideia global do texto;


20    Rio Branco – Acre, terça feira, 06 de Julho de 2010                          Jornal Página 20

Ciência e Meio Ambiente
________________________________________________________________________

Alto índice de incêndios
Bombeiros atendem 31 ocorrências de queimadas no fim de semana. Situação pode piorar nos próximos meses

Lyslane Mendes
                                                                                                                                                                               
 

O período de estiagem chegou mais cedo em 2010 e com isso as já conhecidas queimadas também surgiram antes do esperado. O Centro Integrado de Operações da Segurança Pública (Ciosp) registrou no último fim de semana cerca de 50 chamadas para atender ocorrências de fogo em áreas verdes da capital.
As guarnições do Corpo de Bombeiros trabalharam em plantões de 24 horas para atender mais de 30 ocorrências no perímetro urbano de Rio Branco. O plano de contingência e a parceria com órgãos ambientais e o corpo de bombeiros já estão sendo traçados para melhor fiscalizar e coibir o uso do fogo no Estado.
No 1º Batalhão de Educação Proteção e Combate a Incêndio Florestal (BEPCIF) do Corpo de Bombeiros ainda não foi registrada nenhuma ocorrência nas áreas de preservação, o que para o comandante do 1º Bepcif, coronel Gundin, representa uma conscientização já adquirida pela população que vive nas florestas.
“No perímetro rural a preocupação das queimadas é o avançar do desmatamento. Até agora não foi registrada nenhuma ocorrência, o que é um saldo muito positivo. Porém, na área urbana, além de representar risco para a integridade física e material dos cidadãos, é uma questão de saúde pública, a fumaça pode se tornar tóxica e causar diversas doenças”, destaca o coronel Gundin.
A recomendação do coronel para a população é de que não faça utilização do fogo para se desfazer do lixo doméstico, para evitar danos à saúde dos moradores do bairro e também multas por crime ambiental. Ele argumenta ainda que é nessa estação do ano que a terra e a vegetação ficam mais secas e os ventos, mais frequentes, o que facilita a propagação das chamas.
“Os fiscais ambientais seguirão conosco para os locais das ocorrências e irão realizar a perícia e multar quando for identificada a causa. As pessoas podem continuar limpando seus quintais e embalar o lixo em sacos plásticos que a Semsur vai dar a destinação correta. Não há previsão de chuvas e a umidade relativa do ar está baixa, evitem o fogo por uma questão de segurança e saúde pública”, alerta.

 ·         Numerar os parágrafos;

·       *   Identificar e procurar o significado das palavras que o aluno não conhece;
·       *   Fazer a segunda leitura, destacando em cada parágrafo a palavra ou palavras-chave;
·     *     Identificar as ideias principais e secundárias dos parágrafos;
·  *  Organizar as informações para melhor visualizá-las, numa tabela, por exemplo. Releia-o e verifique a ordem e a lógica ao conteúdo abordado.



Nº de parágrafos
Palavra-chave
Ideias principais
Ideias secundárias
1
Estiagem, queimadas
Com a chegada da estiagem surgem queimadas.
Aumento de número de ocorrências, segundo o CIOSP.
2
Plano de contingência
Parceria entre o corpo de bombeiros e órgãos ambientais para fiscalizar e coibir as queimadas.
Corpo de bombeiros trabalham em plantões de 24h.
3
Conscientização
A população que mora em áreas de preservação é conscientizada.
O BEPCIF não registrou nenhuma ocorrência em áreas de preservação.
4
Área urbana
Há risco da integridade física e material do cidadão que se torna um problema de saúde pública.
Não há avanços de desmatamento na zona rural.
5
Recomendação
Recomenda-se não atear fogo no lixo doméstico.
Destino correto para o lixo, evitando multas e doenças.
6
Perícia e multa
Intensificação da fiscalização no perímetro urbano.
Não há previsão de chuvas e a umidade relativa do ar está baixa.

1.    O que se confirmou após a leitura do texto, quanto:
·         Ao assunto
·         Quanto à organização do texto
·         Quanto ao modo como a questão foi tratada

Registrar no quadro

2.    Abaixo do título da matéria há um enunciado “Bombeiros atendem 31 ocorrências de queimadas no fim de semana. Situação pode piorar nos próximos meses” que parte ou partes do texto confirmam o enunciado?

             As guarnições do Corpo de Bombeiros trabalharam em plantões de 24 horas para atender mais de 30 ocorrências no perímetro urbano de Rio Branco.

               É nessa estação do ano que a terra e a vegetação ficam mais secas e os ventos, mais frequentes, o que facilita a propagação das chamas.

3.    O que o Comandante do 1º BEPCIF considera “um saldo muito positivo”?

O comandante considera positivo até o momento não ter nenhum registro de ocorrência de incêndio no perímetro rural.

4.    Qual a relação de “Não há previsão de chuvas e a umidade relativa do ar está baixa” com as queimadas?

Porque é nesta época do ano que se propaga com mais facilidade as chamas.
5.    No quarto parágrafo do texto existem duas idéias que se contrapõem, transcreva abaixo e destaque a conjunção que evidencia a contraposição.

“No perímetro rural a preocupação das queimadas é o avançar do desmatamento. Até agora não foi registrada nenhuma ocorrência, o que é um saldo muito positivo. Porém, na área urbana, além de representar risco para a integridade física e material dos cidadãos, é uma questão de saúde pública, a fumaça pode se tornar tóxica e causar diversas doenças”, destaca o coronel Gundin.

6.     Por que a fumaça produzida durante as queimadas é um risco para a saúde?
Porque pode tornar-se tóxica e causar diversas doenças.

7.    Que atitudes se esperam do leitor desse texto?
Que evite queimar o lixo doméstico em seu quintal.

8.    Se você tivesse que advertir alguém prestes a fazer uso inadequado do fogo, que argumentos usaria? Cite dois argumentos que você usaria.

            Pessoal

Além dessa foram realizadas também uma atividade com texto de geografia  e outra para História, com algumas adequações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário