sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Quero Ler vai alfabetizar 15 mil pessoas no Acre

Tião Viana visitou duas turmas de 43 alunos do bairro Jacarandá, no Segundo Distrito de Rio Branco (Foto: Sérgio Vale/Secom)
Um dos programas mais revolucionários da educação pública acreana, o Quero Ler, para a erradicação do analfabetismo, já cerca de sete mil alfabetizandos em quatro cidades do Acre. As duas turmas de 43 alunos do bairro Jacarandá, no Segundo Distrito de Rio Branco, complementam a somatória desse número. A meta do governo é alfabetizar 15 mil pessoas no Estado, até fevereiro de 2017. Na quarta-feira, 9, o governador Tião Viana visitou alunos e professores.

A sala de aula é simples, o espaço não é amplo, porém, a vontade de aprender é complexa e o sonho dos alunos, gigante.

“Sem estudo não seremos nada, sabia? Aqui estou estudando e aprendendo cada vez mais. Quantas vezes já fomos ao centro e, envergonhados, não acertamos nem pegar um ônibus? Isso aqui é a nossa esperança, a nossa vontade de ir adiante e conseguir bem mais que a alfabetização”, acredita a dona de casa Edna Magalhães, 48 anos.


Para a maioria dos alunos esta é a primeira oportunidade de estudo que têm na vida, por isso fazem questão de externar ao governador a gratidão que sentem pela oportunidade concedida. Para Tião Viana, essa gratidão é recíproca, pois que retorno maior o governo teria do que ver tantas pessoas se esforçando e se dedicando para alcançarem a tão sonhada alfabetização, meta primordial do programa.

“Isso aqui é o direito a dignidade humana, pois ninguém pode viver na escuridão das letras. A educação é um farol que ilumina a caminhada da gente. A leitura transforma a vida. Me orgulha ver que vocês não estão abrindo mão disso, dessa caminhada rumo a um futuro de esperança e fé”, disse o governador.

A professora Ágda Oliveira destacou que em sua sala de aula, a leitura já se tornou uma realidade para vários alunos. “Aqui todos queriam lhe dar um abraço porque aprenderam a ler por sua causa. Em nome da turma queremos agradecer de coração por essa oportunidade que não é dada somente a eles, mas também a nós, educadores”, afirmou.
Quero Ler: número e previsão

O coordenador do Quero Ler, Evaldo Viana, contou que, além de Rio Branco, o programa já é uma realidade nas cidades de Tarauacá, Feijó e Cruzeiro do Sul. No momento, o governo avança em mais um processo para, até dezembro, estender o programa para outros quatro municípios.

“Nossa educação figura entre as melhores do Brasil, sobretudo agora, com vocês que estão tendo acesso ao conhecimento. Em celebração a isso, na quinta [17] faremos o sarau do Quero Ler, com muita música e poesia”, contou o gestor.

Fonte: Agência de Notícias do Acre

Nenhum comentário:

Postar um comentário